Secretário denunciou risco de destruição por incêndio do Museu Nacional há 14 anos

Então secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo do Rio de Janeiro, Wagner Victer denunciou a situação precária em que se encontrava o edifício histórico

Museu Nacional abrigou a Família RealMuseu Nacional abrigou a Família Real - Foto: Roberto da Silva/Museu Nacional

O incêndio que atingiu e destruiu o Museu Nacional e entristeceu o mundo na noite deste domingo (2) era uma tragédia anunciada. Em 2004, o então secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo do Rio de Janeiro, Wagner Victer denunciou a situação precária em que se encontrava o edifício histórico. Ele já alertava para o risco de destruição por incêndio do museu.

À época, o secretário disse à Agência Brasil ter ficado impressionado com a situação das instalações elétricas que, segundo ele, já estavam em estado deplorável. "O museu vai pegar fogo. São fiações expostas, mal conservadas, alas com infiltrações, uma situação de total irresponsabilidade com o patrimônio histórico", afirmou o secretário.

Leia também:
Incêndio atinge o Museu Nacional da UFRJ, na Quinta da Boa Vista
Incêndio no Museu Nacional foi controlado por volta das 3h
Problema em hidrantes colaborou para fogo no Museu Nacional se alastrar
Veja o que Museu Nacional guardava quando pegou fogo


Wagner Victer cobrou ao Conselho Estadual de Cultura, para que medidas urgentes fossem tomadas. O secretário defendia um esforço concentrado do Governo Federal e a liberação de verbas significativas para evitar que o museu fosse destruído por causa da falta de preservação.

O ex-diretor do museu, Sérgio Alex Azevedo, reconheceu que a situação elétrica do museu já era realmente bastante complicada. Disse que a crise já durava mais de 40 anos e havia se agravado a partir dos anos 1990 por causa do descaso e da demora de liberação de verbas. Segundo ele, em dezembro de 2003 foi feita uma vistoria que constatou que as instalações elétricas do prédio são inadequadas e que era urgente à implantação de um sistema de combate a incêndio.

Veja também

Corpos de vítimas de acidente com ônibus só devem chegar ao Pará nesta quarta
Tragédia

Corpos de vítimas de acidente com ônibus só devem chegar ao Pará nesta quarta

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19
Coronavírus

Mundo ultrapassa a marca de 100 milhões de casos por Covid-19