Segundo dia de operação Polícia nas Ruas resulta em 172 prisões

Também foram apreendidos 82 quilos de drogas e 40 veículos irregulares

Deputado Augusto Coutinho presidiu a comissão espacial que aprovou o relatório da Noa Lei de LicitaçõesDeputado Augusto Coutinho presidiu a comissão espacial que aprovou o relatório da Noa Lei de Licitações - Foto: Divulgação

A segunda edição da operação Polícia nas Ruas, realizada entre a 0h e a meia-noite da última quinta-feira (1º), teve como resultado 172 prisões, além da apreensão de 82 quilos de drogas. O efetivo de policiais civis e militares nas ruas de cidades da Região Metropolitana do Recife (RMR) e Interior de Pernambuco foi 83% maior que o da primeira edição, realizada no dia 23 de novembro, chegando a 4.513 lançamentos.

Durante as 24 horas da ação, a Polícia Militar realizou 40.205 abordagens, contra 29.846 da edição anterior. A corporação também prendeu 38 pessoas em flagrante, conduziu 21 pessoas às delegacias e cumpriu cinco mandados de prisão. Ao todo, 40 veículos foram apreendidos e nove carros roubados foram recuperados.

Também foram apreendidos 81.726 gramas de maconha, além de 136 papelotes da droga, 556 gramas de crack (mais 49 pedras) e 42 gramas de cocaína. Doze armas de fogo e 10 armas brancas foram retiradas de circulação.

O Corpo de Bombeiros realizou vistorias técnicas em 23 bares da RMR, para verificação de condições de funcionamento e segurança. Desses, 20 foram interditados e 3 foram notificados. A atuação foi prioritária em pontos com grande incidência de crimes, em bairros como Beberibe, Caxangá, Peixinhos, Afogados e Bomba do Hemetério, no Grande Recife.

Já a Polícia Civil de Pernambuco colocou em operação 949 agentes, sendo 149 delegados. Em um dia, a operativa prendeu 108 pessoas, sendo 93 homens e 15 mulheres.

Veja também

Professora da Unicap é acusada de racismo
Racismo

Professora da Unicap é acusada de racismo

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG
animais

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG