Desinformação

Seis países denunciam na ONU a 'desinformação' espalhada pela Rússia sobre a guerra na Ucrânia

As delegações fizeram sua declaração antes de uma reunião solicitada pela Rússia e com foco em armas biológicas

Linda Thomas-Greenfield (C), embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, fala durante uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU em 17 de março de 2022 em Nova York para abordar a crescente crise humanitária na UcrâniaLinda Thomas-Greenfield (C), embaixadora dos EUA nas Nações Unidas, fala durante uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU em 17 de março de 2022 em Nova York para abordar a crescente crise humanitária na Ucrânia - Foto: Timothy A. Clary / AFP

Seis países ocidentais membros do Conselho de Segurança da ONU denunciaram nesta sexta-feira (18) o uso desta organização por Moscou para difundir "desinformação" e "propaganda".

As delegações fizeram sua declaração antes de uma reunião solicitada pela Rússia e com foco nas armas biológicas supostamente presentes no conflito da Ucrânia, a décima do Conselho desde a invasão de tropas russas em território ucraniano.

"Esta reunião, e essas mentiras, são projetadas com um propósito: desviar a responsabilidade da Rússia por esta guerra e pela catástrofe humanitária que ela causou", disseram em um comunicado conjunto, lido pela embaixadora dos Estados Unidos na ONU, Linda Thomas-Greenfield.

A alto diplomata esteve acompanhada pelos representantes da França, Noruega, Albânia, Irlanda e Reino Unido.

O Conselho de Segurança já havia realizado uma reunião semelhante na semana passada, reivindicada pela Rússia.

Durante esta nova sessão, os Estados Unidos reiteraram que "a Ucrânia não tem um programa de armas biológicas" em andamento para o conflito atual. "Continuamos acreditando que a Rússia pode estar planejando usar agentes químicos ou biológicos contra o povo ucraniano", acrescentou Thomas-Greenfield.

As delegações ocidentais lembraram que a competição em questões químicas e biológicas está do lado da Rússia, enquanto Moscou reitera suas acusações de que laboratórios biológicos foram instalados na Ucrânia em colaboração com os Estados Unidos e seus aliados.

Veja também

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle
Família real

Casa real britânica não divulgará relatório de "assédio" de Meghan Markle

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid
Negacionismo

YouTube tira do ar o canal da Assembleia Legislativa de SP após vídeo negacionista sobre Covid