Sejamos símbolos

A edição da Folha Mais deste fim de semana traz como manchete de capa a vida e o exemplo do líder Francisco de Assis Araújo, o cacique Xikão

Leusa Santos, editora-executiva da Folha de PernambucoLeusa Santos, editora-executiva da Folha de Pernambuco - Foto: Arthur de Souza/Arquivo Folha

Ser um símbolo não é fácil. Requer disciplina, coragem, força e, o mais importante de tudo, ética. Quer mostrar o que é correto se fazer? Faça-o primeiro. Demonstre antecipadamente que algo é possível. A edição deste sábado (19) e domingo (20) traz como manchete de capa a vida e o exemplo de um líder que juntou todos esses ingredientes citados acima: Francisco de Assis Araújo, o cacique Xikão. Exemplo de luta em prol dos interesses dos povos indígenas, há 20 anos tiraram-lhe a vida a tiros, mas não mataram a sua semente, o seu exemplo. A força político-social de Xikão espalhou-se nas etnias, gerando um efeito de compartilhamento de valores que não podem ser derrotados por armas, por emboscadas ou mesmo pelo poder convertido em opressão.

A reportagem representada na capa está no caderno Zoom. Lá você vai encontrar depoimentos que confirmam a luta de Xikão não ter sido em vão. Mas gostaria também de dividir com vocês uma reflexão para a qual essa trajetória do líder xukuru nos convida: a de não desistir nunca. Xikão lutou pelo povo Xukuru, por direitos sociais e demarcação e terras. Incomodou a muitos, tanto que lhe ceifaram a vida. Mas a causa era e é nobre. E não morreu. Xikão hoje é um símbolo de resistência, de identidade.

O médico e psiquiatra austríaco Viktor Frankl (1905-1997), célebre pela obra "Em Busca de Sentido: Um Psicólogo no Campo de Concentração", afirmava, em outras palavras, que o ser humano, mesmo nas situações mais difíceis, é capaz de encontrar sentido e fazer escolhas diante das circunstâncias adversas. E Xikão ensinou, no seu agir, que não só é possível, como devemos fazer as escolhas em prol de todos, mesmo enfrentando gigantes. E foi um gigante fazendo isso.

Em Esportes, trazemos uma análise sobre os pontos fortes e fracos da seleção de Tite. Saiba o que é dito sobre Neymar, Gabriel Jesus, Paulinho e o próprio esquema tático mostrado pelo técnico durante os amistosos. Confira também a reportagem do jogo do Sport contra o Corinthians neste domingo, na Arena. Não é para fracos!

O fim de semana está cheio de programações para todos os gostos. O caderno de Diversão traz um roteiro para você se programar. Para adultos, há opções como a peça "Selfie", com Matheus Solano e Miguel Thiré. Para os pequenos, confira "Beatles para crianças". E tem muito mais nessa agenda cultural e de Lazer. Em Arte, a Folha conversou com a super Denise Fraga, que estará no Recife no próximo dia 24 com a peça "A visita da velha senhora". Um drops da entrevista? "Na minha vidam abdiquei de algumas coisas para estar mais perto daquilo que eu acredito". Leia mais no caderno.

E, como não poderia deixar de lembrar, o casamento entre Harry e Meghan é o assunto do dia neste sábado. O Portal FolhaPE vai trazer todos os detalhes da cerimônia real.

Um bom fim de semana e boa leitura!

Veja também

Pandemia reduziu migração mundial em 30%, aponta ONU
Mundo

Pandemia reduziu migração mundial em 30%, aponta ONU

Familiares buscam cilindros de oxigênio salvar pacientes em Manaus
Pandemia

Familiares buscam cilindros de oxigênio salvar pacientes em Manaus