Sem a presença de famosos e com gritos de 'fora Temer', Cine PE começou nesta quinta (31)

Em sua abertura, o festival rendeu homenagens a diretora pernambucana Katia Mesel

Alfredo e Sandra BertiniAlfredo e Sandra Bertini - Foto: Gustavo Gloria/FolhaPE

A noite foi de homenagem, de abertura oficial e também de protestos do público durante o Cine PE. A 22ª edição do festival de cinema começou oficialmente nesta quinta-feira (31) e segue até o dia 5 de junho. Em meio a tantos nomes que estariam presentes na abertura, mas não puderam comparecer, entre eles, Maria Casadevall, Monica Iozzi e Cássia Kiss, foi a pernambucana Katia Mesel que ganhou os holofotes das homenagens. Embora sem celebridades, o cinema ficou lotado de uma turma jovem que queria acompanhar a sessão de curtas e apresentação do longa 'Mulheres Alteradas'.

A cineasta pernambucana Katia Mesel, homenageada na abertura

A cineasta pernambucana Katia Mesel, homenageada na abertura - Crédito: Gustavo Gloria/FolhaPE


 

Monica Silveira ao lado da homenageada Katia Mesel

Monica Silveira ao lado da homenageada Katia Mesel - Crédito: Gustavo Gloria/FolhaPE

Detalhe da plateia do cinema que fez questão de prestigiar a abertura

Detalhe da plateia do cinema que fez questão de prestigiar a abertura - Crédito: Gustavo Gloria/FolhaPE



Antenado com a atual situação política, o público vaiou por diversas vezes quando apareceu o símbolo da Rede Globo nos telões, uma das patrocinadoras do evento. Também fizeram o mesmo quando surgiu a marca da Prefeitura do Recife. Os diretores dos cinco curtas da noite também gritaram "Fora Temer" durante a conversa com o público. A cerimonialista Graça Araújo em sua fala citou que durante o festival diversos filmes das mais diferentes criações seriam exibidos: "dos cabeças até os coxinhas", disse ela, sendo aplaudida. Em um certo momento brincou perguntando se as vaias eram para ela, recebendo mais uma vez o aplauso do público.



A deputada Luciana Santos circulou na abertura

A deputada Luciana Santos circulou na abertura - Crédito: Gustavo Gloria/FolhaPE

Luis Pinheiro, diretor do filme 'Mulheres Alteradas', com Monica Iozzi e Maria Casadevall

Luis Pinheiro, diretor do filme 'Mulheres Alteradas', com Monica Iozzi e Maria Casadevall - Crédito: Gustavo Gloria/FolhaPE



O momento especial da noite foi a homenagem a Katia Mesel. A pernambucana Mesel ganha inclusive mostra de cinema, com oito curtas em exibição, no dia 3, a partir das 14h. Mesel foi lembrada por ter sido a primeira diretora de Pernambuco e a primeira diretora a participar de um festival de cinema do Brasil. Recebeu o carinho de diversos amigos, entre eles, Monica Silveira e Marcelino Granja, da Fundarpe.

 

O festival acontece no cine São Luiz até o dia 5 de junho

Todos os dias serão distribuídos 700 ingressos para o público - Crédito: Gustavo Gloria/FolhaPE




O festival receberá ainda nesta sexta-feira (1º) a atriz Cássia Kiss. No sábado (2) é a vez de Rodrigo Santoro passar pelo São Luiz. Até lá, muitos filmes devem rolar na programação, que pela primeira vez em 22 edições, é gratuita.

Veja também

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental
Diplomacia

EUA destacam 'metas promissoras' de Bolsonaro para proteção ambiental

STF inicia julgamento sobre validade de acordos coletivos de trabalho
Justiça

STF inicia julgamento sobre validade de acordos coletivos de trabalho