Sem visitas no sistema prisional, secretário de Direitos Humanos de PE pede compreensão às famílias

Medida é prevenção contra o novo coronavírus, que já infectou 120 privados de liberdade no Estado, com três mortes

Pedro Eurico, secretário de Justiça e Direitos HumanosPedro Eurico, secretário de Justiça e Direitos Humanos - Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

Em razão da pandemia do novo coronavírus, as visitas ao sistema prisional de Pernambuco foram suspensas desde o dia 20 de março. Devido à fácil disseminação do vírus, especialmente em locais com grandes concentrações de pessoas, ainda não há uma data prevista para a retomada das visitas de familiares às pessoas privadas de liberdade no Estado.

O secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico fez um pedido a este público para que acatem a medida como forma de proteção. “Entendemos a dificuldade de estar distante daqueles que compõem nosso seio familiar, mas é preciso que todos entendam a importância desse distanciamento neste momento” esclarece o secretário.

“Compreendam que a medida vem surtindo efeito positivo, tanto que poucos casos foram registrados nas nossas unidades prisionais até o momento. Para que possamos retomar as visitas com segurança, precisamos manter por mais um período as decisões impostas agora”, acrescenta Eurico.

Leia também:
Pernambuco registra 1.542 novos casos da Covid-19 e 103 mortes
Governo de Pernambuco esclarece não ter liberado reabertura do comércio
Quarentena mais rígida não será estendida em Pernambuco


A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) e a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) implantaram um conjunto de medidas para garantir atenção à saúde das pessoas privadas de liberdade no sistema prisional do Estado.

As pessoas privadas de liberdade que apresentam sintomas gripais são acompanhadas diariamente pelos profissionais de saúde das Equipes de Atenção Primária Prisional (EAPPs) da SES-PE. em caso de agravamento dos sintomas, são encaminhadas para assistência em unidade de referência da Rede de Atenção à Saúde (RAS). A Secretaria Estadual de Saúde ainda pontua que os reeducando sintomáticos fazem parte do grupo para as testagens para Covid-19.

Até agora, foram confirmados laboratorialmente 120 casos da Covid-19 em pessoas privadas de liberdade, sendo seis mulheres e os demais homens. Os pacientes têm idades entre 18 e 80 anos. Dos 120, 97 já estão recuperados, um está internado em UTI, um se encontra em leito de isolamento e três faleceram. Os demais estão em isolamento nas suas respectivas unidades.

Outros 39 aguardam resultado de exame - um em leito de isolamento e os demais em suas respectivas unidades. Todos os reeducandos com sintomas gripais são monitorados. Esse grupo está inserido entre os prioritários na estratégia de testagem para o novo coronavírus no Estado.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Incêndio atinge depósito da Cinemateca Brasileira em São Paulo
CULTURA

Incêndio atinge depósito da Cinemateca Brasileira em São Paulo

Plaza Shopping tem ação para descarte de óleo de cozinha usado
Responsabilidade socioambiental

Plaza Shopping tem ação para descarte de óleo de cozinha usado