Sergipe é segundo estado em situação de emergência por mancha de óleo

Órgãos de âmbito federal atuam na contenção da mancha e na análise do acidente

Litoral pernambucano também foi afetado Litoral pernambucano também foi afetado  - Foto: Adema/Governo de Sergipe

O estado de Sergipe é o segundo a decretar situação de emergência para conter as manchas de óleo que se alastram pelo litoral nordestino. Em uma portaria publicada nesta terça-feira (15) no Diário Oficial da União, o ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) reconheceu a situação crítica e liberou o acesso a recursos da União através da Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec).

Com a ajuda, os municípios afetados pelo derramamento de óleo podem remover famílias de áreas de risco, financiar o recolhimento de material contaminado, solicitar kits de assistência humanitária (cestas básicas, água potável, kits dormitório e outros) e recuperar áreas de infraestrutura afetadas pelo vazamento.

A verba emergencial disponibilizada pela Sedec é complementar à atuação dos governos estaduais e municipais. O auxílio pode ser solicitado sempre que necessário, inclusive em situações recorrentes.

Leia também: 
Bahia decreta estado de emergência por manchas de óleo no litoral
Consumidor pode remarcar viagem a praias atingidas por mancha de óleo
Voluntários fazem mutirões e encontram animais mortos em praias com óleo 
 

Outros órgãos de âmbito federal também atuam na contenção da mancha e na análise do acidente. A Agência Nacional de Águas (ANA), o ministério do Meio Ambiente, o ministério de Minas e Energia, o ministério da Defesa e os três comandos militares (Marinha, Comando da Aeronáutica e Exército) monitoram a amplitude do vazamento.

Veja também

Paulo Câmara anuncia investimento de R$ 47,2 milhões na agricultura familiar de Pernambuco
Economia

Paulo Câmara anuncia investimento de R$ 47,2 milhões na agricultura familiar de Pernambuco

Pernambuco registra 32 mortes e 1.229 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h
Coronavírus

Pernambuco registra 32 mortes e 1.229 novos casos de Covid-19 nas últimas 24h