Servidores de Fernando de Noronha com Covid-19 retornarão ao Recife

Grupo desembarcou na Ilha no domingo. Resultados dos testes saíram nesta terça-feira

Administração divulgou imagens dos testes dos servidores no RecifeAdministração divulgou imagens dos testes dos servidores no Recife - Foto: Divulgação/Administração de Fernando de Noron

Doze servidores de Fernando de Noronha infectados com Covid-19 retornarão ao Recife até a próxima quinta-feira (21). Segundo a Administração, os funcionários estavam na capital pernambucana e desembarcaram com outros 19 em voo que chegou ao Arquipélago no último domingo (17).

O retorno dos funcionários à Ilha foi alvo de protesto da população na noite dessa segunda-feira (18). A manifestação ocorreu em frente à casa do administrador de Noronha, Guilherme Rocha. De acordo com nota oficial da Administração, os funcionários chegaram no domingo para prestar serviços essenciais à população local como manutenção do sistema de abastecimento de água e das redes elétrica e de telefonia.

Leia também:
Fernando de Noronha zera casos de Covid-19
Como Fernando de Noronha se tornou exemplo no combate à Covid-19


“Como forma de prevenção, ainda no Recife, todos os passageiros que embarcariam na aeronave foram submetidos a testes para detectar uma possível contaminação pelo novo coronavírus. Uma vez na ilha, os passageiros ficaram em quarentena aguardando os resultados dos exames que saíram ontem”, diz texto enviado ao Portal FolhaPE.

Dos 31 funcionários testados, 12 deram resultado positivo para Covid-19. Segundo a Administração, todos estão assintomáticos e retornarão ao Recife até a próxima quinta-feira, em voo fretado. Como são moradores da Região Metropolitana do Recife, esses casos não entram na contagem de confirmados em Noronha, que segue zerada. O Aeroporto Wilson Campos voltará a ficar fechado para desembarque de qualquer pessoa, por tempo indeterminado.

“É compromisso da Administração manter em segurança a população da ilha e todas as medidas necessárias serão tomadas para que o vírus não volte a circular no arquipélago. Todas as medidas de proteção seguem a um protocolo definido em conjunto com a Secretaria Estadual de saúde”, acrescenta a nota oficial.

Resultados
Os cinco casos que estavam em investigação foram descartados nesta terça-feira. Com isso, Noronha segue sem casos de Covid-19. Todos os 28 confirmados na ilha estão recuperados.

Leia a íntegra da nota oficial da Administração de Fernando de Noronha:
No último domingo, 17, um grupo de 31 servidores desembarcou no aeroporto Wilson Campos, em Fernando de Noronha, para prestar serviços essenciais à população (como manutenção do sistema de abastecimento de água e das redes elétrica e de telefonia) e substituir trabalhadores que precisavam retornar ao continente.

Como forma de prevenção, ainda no Recife, todos os passageiros que embarcariam na aeronave foram submetidos a testes para detectar uma possível contaminação pelo novo coronavírus. Uma vez na ilha, os passageiros ficaram em quarentena aguardando os resultados dos exames que saíram ontem, 18.

Dos 31 testados, 12 foram confirmados para Covid-19. As pessoas infectadas, todas assintomáticas, retornarão ao Recife, até a próxima quinta-feira, em voo fretado. Como são moradores da Região Metropolitana do Recife, esses casos não entram na contagem de confirmados em Noronha. O aeroporto Wilson Campos voltará a ficar fechado para desembarque de qualquer pessoa, por tempo indeterminado. É compromisso da Administração manter em segurança a população da ilha e todas as medidas necessárias serão tomadas para que o vírus não volte a circular no arquipélago.

Todas as medidas de proteção seguem a um protocolo definido em conjunto com a Secretaria Estadual de saúde. Nesta terça-feira, 19, os cinco casos que ainda estavam em investigação na ilha foram descartados. Fernando de Noronha continua sem casos de Covid-19. Todos os 28 confirmados na ilha, estão recuperados.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Grandes organizações internacionais pedem para priorizar vacinação em países pobres
Vacinação

Grandes organizações internacionais pedem para priorizar vacinação em países pobres

Brasil bate a marca de 100 milhões de pessoas vacinadas
Vacinação

Brasil bate a marca de 100 milhões de pessoas vacinadas