Servidores do Detran decretam estado de greve e anunciam paralisação

Categoria reclama de terceirizações realizadas pelo órgão e pede novo concurso público

Cena de 'Frozen 2'Cena de 'Frozen 2' - Foto: Divulgação

Os servidores do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) decretaram estado de greve após assembleia realizada nesta quarta-feira (19) na sede do órgão, na Iputinga, Zona Oeste do Recife. No dia 11 de novembro, os servidores realizam paralisação e podem entrar em greve caso não tenham seu pleito atendido.

A categoria elaborou um documento que foi entregue à Secretaria de Administração de Pernambuco com uma série de reivindicações. A principal delas é a suspensão das contratações terceirizadas no órgão. Segundo o presidente do Sindicato dos Servidores do Detran (Sindetran), Alexandre Bulhões, a análise dos exames de direção e o emplacamento de veículo, que deveria ser feito pela entidade, tem sido realizado por empresas terceirizadas.

"O Código de Trânsito diz que a vistoria deve ser exercida por servidor do Detran. É uma atividade que cobra taxa, o que é uma prerrogativa do serviço público. Isso é uma ilegalidade", denuncia Bulhões. Ele conta que a empresa contratada para analisar os exames práticos de direção formou uma comissão com funcionários próprios, em vez de utilizar servidores do órgão. Segundo o presidente, o Detran paga a esta empresa, também, R$ 11 milhões ao ano para uso dos carros para os exames.

Os servidores também querem que o processo de emplacamento volte a ser feito apenas pelo Detran. "Atualmente, concessionárias estão sendo autorizadas a fazer o emplacamento e cobram por isso, inclusive quando vendem um carro. Essa prática é venda casada, ilegal", aponta o presidente do sindicato.

Para acabar com a necessidade de terceirização, a categoria pede a realização de concurso público. "Hoje, temos um déficit de mais de 500 servidores no Estado. O atual diretor do Detran encontrou a alternativa da terceirização. Ele chegou a publicar edital para contratação de mão de obra terceirizada, mas foi impugnado", explica Bulhões.

Por conta das irregularidades alegadas, o Sindetran pediu o afastamento da atual diretoria do órgão. "Essa diretoria só tem demonstrado incompetência, realizando desmonte do Detran. Queremos uma nova diretoria que trabalhe para prestar bons serviços à população", alega o presidente do sindicato.

Veja também

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
carnaval

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França, informa Itamaraty
internacional

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França