Educação

Sintepe decide manter greve de trabalhadores da educação em Pernambuco

O Governo de Pernambuco não se posicionou sobre o tema

Campanha pela paralisação de aulas presenciais em PernambucoCampanha pela paralisação de aulas presenciais em Pernambuco - Foto: Sintepe / Divulgação

Em Assembleia realizada nesta terça-feira (11), o Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Pernambuco (Sintepe) decidiu pela manutenção da greve. Participaram da assembleia mais de 800 trabalhadores da área e 66% dos presentes votou pela paralisação. A "Greve pela Vida" foi deflagrada no dia 19 de abril em contrariedade ao retorno de atividades presenciais nas escolas do Estado. 



Representando a categoria, o Sintepe apoia a manutenção das aulas de forma remota para reduzir as chances de contágio para as pessoas que fazem parte da comunidade escolar. A assembleia também aprovou um calendário de lutas que será divulgado nesta quarta-feira (12). 

Na próxima segunda-feira (17), o Sindicato se reunirá com o Ministério Público Estadual (MPPE) em uma rodada de negociações. 

Procurado pela reportagem, o Governo de Pernambuco não emitiu resposta sobre a manutenção da greve. 

 

Veja também

Governo afirma ao STF que 72% dos índios já receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19
Vacinação

Governo afirma ao STF que 72% dos índios já receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19

Novo lote com 529 mil doses de vacina da Pfizer chega ao Brasil
Coronavírus

Novo lote com 529 mil doses de vacina da Pfizer chega ao Brasil