Saúde

Sinusite ou rinite? Cresce o número de casos nesta época do ano; saiba diferenciar os sintomas

Problemas são parecidos, mas afetam áreas diferentes da região da face

Foto: cco creative commons/divulgação

Basta o tempo virar para os sintomas aparecerem. Quem sofre com sinusite ou rinite já está acostumado com o impacto do clima na saúde, principalmente durante o inverno. Com a chegada do inverno, os casos destas duas condições costuma crescer.

Muitas vezes, rinite e sinusite são vistas como semelhantes, mas não são. Apesar de terem o sufixo "ite" — que sugere inflamação —, elas não são o mesmo problema, apresentando diferenças entre si.

A rinite é uma inflamação que afeta a mucosa que reveste o nariz. Já a sinusite, ou rinossinusite, é a inflamação na mucosa das cavidades paranasais, popularmente chamados de “seios da face”. Mesmo que próximas, essas regiões são diferentes. Por isso, os sintomas de ambas as condições também apresentam diferenças.

Rinite
Como já falado, a rinite é a inflamação da mucosa que reveste a parte interna do nariz. As principais causas são alergias e infecções respiratórias, como gripes e resfriados. Uma crise de rinite pode ser desencadeada por alergias causadas pela presença de mofo, ácaro, pelos de animais, produtos químicos, fumaça de cigarro, pólen e mudanças repentinas de temperatura.

Os principais sintomas da rinite são:
obstrução nasal;

coriza;

espirros;

coceira no nariz.

O tratamento é feito com uso de remédios anti-histamínicos, além de lavagem nasal com soro fisiológico e corticoides intranasais.

Sinusite
Já a sinusite é a inflamação da mucosa dos seios da face, que compreende a região frontal, maxilar, ao redor ou atrás dos olhos. Ela pode ser aguda (quando provocada por infecção viral ou bacteriana) ou crônica (quando é desencadeada por alergia, imunodeficiências ou outras doenças).

A sinusite acontece quando há um acúmulo de muco e proliferação bacteriana na região dos seios nasais.

Os sintomas mais comuns da sinusite aguda são:

Dor no rosto;

secreção nasal (espessa e amarelada);

obstrução nasal;

diminuição do olfato;

tosse;

febre;

mal-estar.

Já os sintomas mais comuns da sinusite crônica são:

Dor na face com menos intensidade que na sinusite aguda;

secreção nasal fétida;

obstrução nasal;

tosse persistente;

diminuição do olfato;

pode ter ou não pólipos nasais.

O tratamento é feito de acordo com a causa da sinusite. Lavagens nasais com soro fisiológico são recomendadas e, em alguns casos, antibióticos podem ser prescritos. Caso a sinusite crônica seja causada por um desvio de septo acentuado, uma cirurgia de reparação pode ser indicada para solucionar o problema.

Veja também

Fiocruz critica PL do Aborto: "Retrocesso e ameaça à saúde de mulheres e meninas"
POSICIONAMENTO

Fiocruz critica PL do Aborto: "Retrocesso e ameaça à saúde de mulheres e meninas"

Exército de Israel diz que Hamas não pode ser destruído e expõe divergências com Netanyahu
GUERRA

Exército de Israel diz que Hamas não pode ser destruído e expõe divergências com Netanyahu

Newsletter