Sobe para 5 o número de mortos por causa da chuva no interior de SP

O corpo do homem, que não teve a identidade informada, foi localizado no rio Capivara, em Botucatu (238 km de SP)

Chuvas causam transtorno em São PauloChuvas causam transtorno em São Paulo - Foto: MIGUEL SCHINCARIOL / AFP

Os bombeiros encontraram por volta das 18h desta terça-feira (11) a quinta pessoa que morreu por conta da forte chuva que caiu no interior do estado de São Paulo na segunda-feira (10).

O corpo do homem, que não teve a identidade informada, foi localizado no rio Capivara, em Botucatu (238 km de SP).

A vítima estava no mesmo carro onde se encontravam as duas mulheres quem também haviam desaparecido por conta da chuva. Os corpos delas foram encontrados na manhã desta terça.

Leia também:
Chuvas deixam mais de 500 desalojados e 142 desabrigados em São Paulo
Temporal provoca alagamentos, interdições e caos no transporte em São Paulo

Além destas três vítimas, outro homem morreu afogado na segunda, também em Botucatu. Ele teve o corpo encontrado ainda na segunda. Ele ocupava um caminhão.

A quinta vítima morreu na região de Marília (435 km de SP), após o carro que ocupava cair em uma cratera, que se abriu na altura do km 309 da rodovia Dona Leonor Mendes e Barros.

Segundo os bombeiros, um buraco se abriu na pista e engoliu um caminhão que transportava refrigerantes e um carro da concessionária administradora da rodovia.

Segundo o governo do estado, o caminhão não teria respeitado a sinalização de parada e parou perto de um ponto onde a pista estava cedendo. Minutos depois, houve um desmoronamento, formando uma cratera que engoliu o caminhão e o carro. O motorista do caminhão saiu ileso, pois havia desembarcado do veículo antes da cratera se formar na pista. O motorista do carro, no entanto, não resistiu.

Sem casa Segundo o governo estadual, gestão João Doria (PSDB), 759 pessoas ficaram desalojadas e 234 desabrigadas por conta da forte chuva de segunda-feira em todo o estado de São Paulo. Os dados atualizados foram encaminhados, por meio de boletim, às 18h desta terça-feira (11).

As regiões que mais sofreram com as precipitações, segundo o governo, foram o Vale do Ribeira, região metropolitana de São Paulo, Alto TIetê e Baixada Santista. Osasco (Grande SP) também teve problemas, mas a cidade não havia enviado os dados sobre prejuízos até a publicação desta reportagem.

A gestão Doria ainda disse que as cidades de Botucatu, Laranjal Paulista (159 km de SP) e Taboão da Serra (Grande SP) decretaram situação de emergência desde a segunda.

Desabrigados e desalojados por causa da chuva
Araçariguama: 5 desalojados e 20 desabrigados
Barueri: 3 desalojados
Botucatu: 125 desabrigados e 30 desalojados.
Carapicuíba: 65 desalojados
Capivari: 27 desabrigados e 12 desalojados
Cubatão: 2 desalojados
Juquiá: 3 desalojados
Peruíbe: 6 desabrigados e 100 desalojados.
Pirapora do Bom Jesus: 17 desalojados e 100 desabrigados
Taboão da Serra: 32 desalojados
Itaquaquecetuba: 100 desalojados 28 desabrigados
Itu: 23 desalojados e 3 desabrigados.
Guarulhos: 40 desalojados 12 desabrigados.
Jandira: 32 desalojados
Osasco: 48 desalojados
São Bernardo do Campo: 100 desalojados
Juquitiba: 1 desalojado.
Salto: 16 desalojados
Ribeirão Pires: 4 desalojados
Santana de Parnaíba: 32 desalojados
Total: 759 desalojados e 234 desabrigados
Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Veja também

Pernambuco registra 1.450 novos casos e 29 óbitos por Covid-19
Coronavírus

Pernambuco registra 1.450 novos casos e 29 óbitos por Covid-19

Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos
Saúde

Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos