SAÚDE PUBLICA

Sobrecarga materna e esquecimento estão entre motivos de lacuna na vacinação infantil no Brasil

Pesquisa foi realizada pelo Instituto Locomotiva, a pedido da Pfizer; só mães foram ouvidas

Pesquisa ouviu duas mil mães entre os dias 10 de janeiro e oito de fevereiro deste anoPesquisa ouviu duas mil mães entre os dias 10 de janeiro e oito de fevereiro deste ano - Foto: Divulgação/Pfizer Brasil

A pedido da Pfizer, o Instituto Locomotiva fez uma pesquisa, entre os dias 10 de janeiro e oito de fevereiro deste ano, na procura por justificativas que expliquem o Brasil estar em queda na vacinação de crianças e adolescentes há anos. Duas mil mães foram entrevistadas.

O desfecho da pesquisa foi apresentado nesta quarta-feira (19), no Museu de Arte Moderna (MAM), em São Paulo. A reportagem da Folha de Pernambuco acompanhou a apresentação.

Os principais motivos encontrados foram: sobrecarga materna, pontos de vacinação distantes, desinformação e esquecimento.

Presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles explicou o porquê do público ouvido ter sido duas mil mães de crianças e adolescentes de até 15 anos.

Renato Meirelles, presidente do Instituto Locomotiva (Foto: Divulgação/Pfizer Brasil)

"Não faltam estudos que mostram que só as mães levam os filhos para a vacinação. Ou até mesmo que levam seus companheiros", disse inicialmente, reforçando o ponto de sobrecarga na sequência.

"As mães estão sobrecarregadas. Falta tempo e suporte. Qualquer processo que melhore a conveniência, tem um potencial gigantesco de funcionar", afirmou.

Na pesquisa, metade do número de mães disse que já esqueceu a data de uma vacina dos filhos; 38% alegaram falta de tempo; 35% apontaram dificuldade por conta da distância entre a residência e um posto de vacinação; por fim, 25% confessaram que perderam a carteira de vacinação.

Um dos processos de solução passa pela possibilidade das vacinas serem aplicadas nas instituições ensino. A maior parte das mães ouvidas foi a favor.

Como argumento, Meirelles sugeriu o papel da educação também na lembrança das datas vacinais, a exemplo do que acontece em datas comemorativas, feriados e outros ensinamentos. 

"Quantas crianças não aprenderam a escovar os dentes na escola?", questionou o presidente.

Pediatra infectocontagiosa, Renato de Ávila Kfouri também participou da apresentação do resultado da pesquisa, alertando para a taxa de abandono.

"Têm aqueles que começam, mas não terminam. Às vezes, a pessoa toma a primeira dose e não toma a segunda. E isso também é prejudicial. É fundamental terminar o esquema", frisou.

Confira abaixo, em percentual, o que as mães pensam sobre vacinação nas escolas 

Se houvesse a possibilidade de a vacinação ocorrer na escola, a cobertura vacinal infantil poderia ser maior | (85% dos votos)

Se a escola ajudasse no controle das datas de período de vacinação, mais crianças estariam com a vacinação em dia | (82% dos votos)

Seria muito prático se a vacinação do meu filho pudesse ser na escola | (82% dos votos)

Adoraria que a escola do meu filho enviasse mais comunicados sobre vacinação | (82% dos votos)

Se houvesse a possibilidade de a escola ajudar no controle das datas e períodos de vacinação, facilitaria muito minha vida | (81% dos votos)

Ficaria segura com a vacinação dentro da escola, se fosse realizada por profissionais de saúde qualificados | (81% dos votos)

Se houvesse a possibilidade  de a vacinação ocorrer na escola, eu não teria que me deslocar muito para meu filho se vacinar | (80% dos votos)

Gostaria que a escola me ajudasse a lembrar do calendário de vacinação do meu filho | (79% dos votos)

Se houvesse a possibilidade de a vacinação ocorrer na escola, eu não atrasaria as vacinas do meu filho | (77% dos votos)

A escola é o lugar ideal para ter a possibilidade da vacinação infantil | (76% dos votos)

Veja também

Policiais protestam nas ruas por melhores salários na Argentina
Argentina

Policiais protestam nas ruas por melhores salários na Argentina

Conhecimento indígena pode melhorar relação com o meio ambiente
Educação ambiental

Conhecimento indígena pode melhorar relação com o meio ambiente

Newsletter