BRASIL

Sobrevivente do acidente com ônibus estava deitado no chão do veículo e teve apenas corte no pé

Equipe juvenil do Esporte Clube Vila Maria Helena havia vencido campeonato em Minas Gerais e voltava para Caxias quando ônibus caiu de ponte em Além Paraíba

Acidente com ônibus em Minas Gerais deixa atletas mortosAcidente com ônibus em Minas Gerais deixa atletas mortos - Foto: Reprodução / Redes Sociais

Um dos jovens que sobreviveu ao acidente que matou ao menos quatro pessoas do Esporte Clube Vila Maria Helena, de Duque de Caxias, na madrugada desta segunda-feira (30), estava deitado no corredor do ônibus e sofreu apenas um arranhão no dedão do pé. O rapaz, que preferiu não se identificar, saiu do veículo capotado por uma janela.

O jovem relatou que estava cochilando no corredor do ônibus na volta do campeonato disputado em Ubaporanga, no Vale do Rio Doce. Segundo ele, por estar deitado no corredor do veículo, ele não sofreu muitas escoriações e teve apenas um corte no dedão do pé.

Ao chegar na base de treinamento da Vila Maria Helena, em Duque de Caxias, o rapaz foi recebido por amigos e familiares, que se emocionaram e o abraçaram. Depois do acidente,

O acidente aconteceu na madrugada da última segunda-feira, na cidade de Além Paraíba, na Zona da Mata mineira, que faz divisa com o estado do Rio.
 

O ônibus levava a equipe de volta para Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, quando caiu de uma ponte na BR-116. Quatro pessoas morreram: Kailon da Silva Paixão, 13 anos, morador de Magé; Andrey Viana da Costa Silva, 15 anos, morador de Duque de Caxias; Diogo Coutinho Chao Villar, 18 anos, Duque de Caxias; Thyago Ramos de Oliveira Dias, 15 anos, Duque de Caxias, de acordo com o site G1.

O ônibus que seguia viagem com 33 pessoas a bordo tombou sobre o Rio Angu, por volta de 1h20. Com o impacto da queda, ele virou e parou de cabeça para baixo, próximo a um riacho localizado às margens do rio.

Estavam no veículo o condutor, quatro membros da comissão técnica e 29 jogadores, todos menores de idade. Ainda não se sabe a causa do acidente. De acordo com a PRF, o veículo é um ônibus da marca Marcopolo/Volare WL ON.

Dos 29 feridos, 24 foram levados para o Hospital São Salvador, em Além Paraíba, entre eles o motorista do ônibus. Três passageiros foram internados em estado grave na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Até o início da noite de ontem, 16 já tinham sido liberados. Outras cinco vítimas foram levadas para a Casa da Caridade Leopoldinense, em Leopoldina (MG). Além dos jogadores do time de Vila Maria Helena, estavam a bordo três atletas do projeto Geração de Craques, de Campos Elíseos, em Caxias.

Três dos sobreviventes chegaram à base de treinamento do time, na Baixada Fluminense, na tarde desta segunda-feira. Cauã Elias da Silva, de 16 anos, Pedro Henrique Damasceno, de 18, e José Augusto Azevedo, de 15, foram os primeiros a receber alta do hospital, em Leopoldina. Outros dois, o volante Luan Paiva, de 15 anos, e o zagueiro Breno Gonçalves, de 17, foram direto para casa.

Passa tudo pela minha cabeça, dor, sofrimento. Lembro mais ou menos do que aconteceu. Eu estava dormindo, quando (o ônibus) bateu no chão e eu acordei. Foi um impacto forte demais. Não senti dor na hora porque estava na adrenalina, mas meu rosto sangrava muito. Os bancos se soltaram todos, disse o goleiro Cauã, que levou dez pontos na cabeça.

Em nota, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou que “não existia qualquer irregularidade documental para o transporte” do time, já que a LG Turismo Viagens e Transportes, proprietária do veículo envolvido no acidente, “tem habilitação vigente para realizar o transporte interestadual de passageiros, no modo fretamento”.

O dono da empresa de ônibus, Gabriel Cacalvanti, disse ao RJ2, da TV Globo, que o veículos estava com pneus novos e que a velocidade poderá ser vista pelo tacógrafo. A Polícia Civil de Minas Gerais instaurou inquérito para apurar as circunstâncias do acidente.

Veja também

Quatro navios dos EUA encalham perto de cais temporário em Gaza
Gaza

Quatro navios dos EUA encalham perto de cais temporário em Gaza

Governo do Rio Grande do Sul sanciona lei que institui plano de reconstrução do estado
Rio Grande do Sul

Governo do Rio Grande do Sul sanciona lei que institui plano de reconstrução do estado

Newsletter