A-A+

Turismo espacial

SpaceX faz nesta quarta-feira (15) primeiro voo orbital civil da história

Janela de decolagem será iniciada às 21h desta quarta-feira (15)

Cápsula Crew Dragon Cápsula Crew Dragon  - Foto: Joe Raedle/GETTY IMAGES NORTH AMERICA via AFP

A primeira missão espacial totalmente civil terá sua janela de decolagem aberta nesta quarta-feira (15), às 21h (horário de Brasília), para orbitar a Terra a mais de 27 mil quilômetros por hora (km/h). Essa velocidade possibilitará uma volta ao redor do planeta a cada 90 minutos, a bordo da Crew Dragon, cápsula desenvolvida pela SpaceX, empresa de foguetes do empresário Elon Musk.

Chamada de Inspiration4, a missão representa um grande passo para o turismo espacial. Ela terá, a bordo, quatro tripulantes e durará três dias. A expectativa é de que o ápice da aventura seja a uma altitude superior a 550 km.

A decolagem da Crew Dragon ocorrerá no Centro Espacial Kennedy, na Flórida, conduzida pelo Falcon 9, foguete reutilizável projetado e fabricado pela SpaceX para o “transporte confiável e seguro de pessoas e cargas úteis para a órbita da Terra e além”.

A decolagem será transmitida pela internet. Para assisti-la, clique aqui. A SpaceX informa que o horário de decolagem dependerá de fatores climáticos, o que pode atrasar tanto o lançamento quanto o pouso da espaçonave.
 

Voo orbital

Se tudo der certo, a Inspiration4 será a “primeira missão totalmente civil a orbitar” ao redor do planeta. Ao contrário do voo suborbital, que faz uma subida curva até uma certa altura para então retornar à Terra, o orbital requer uma velocidade bem superior, a ponto de, a exemplo de satélites artificiais - ou naturais, como a Lua -, atingir uma posição que possibilita à nave circular em volta do planeta.

O preço pago à SpaceX não foi revelado, mas as especulações mencionam dezenas de milhões de dólares. Ele será o comandante a bordo e ofereceu as outras três vagas a desconhecidos.

Hayley Arceneaux, sobrevivente de câncer quando era criança, é uma médica assistente de 29 anos. Ela será a mulher americana mais jovem a entrar em órbita e a primeira pessoa com uma prótese (de fêmur) a viajar ao espaço.

Chris Sembroski, de 42 anos, é um ex-oficial da Força Aérea americana que atualmente trabalha na indústria da aviação.

A quarta integrante é Sian Proctor, uma professora de Geologia de 51 anos que chegou perto de ser selecionada em 2009 para a função de astronauta da Nasa. Ela será a quarta mulher afro-americana a viajar ao espaço. 

Testes físicos
O objetivo é representar um ponto de inflexão na democratização do espaço e demonstra que o cosmos também é acessível para pessoas que não foram selecionadas e treinadas durante anos, como os astronautas. 

Para a SpaceX, este é o primeiro passo para uma humanidade multiplanetária, a visão definitiva do fundador da empresa, Elon Musk.  

"Nós percebemos a sorte que temos e estamos tentando ser muito reflexivos sobre como vamos abordar isto, com a esperança de estabelecer o parâmetro que as futuras missões terão", disse Jared Isaacman em entrevista coletiva na terça-feira. "Isso está apenas começando". 

A bordo serão analisados os dados biológicos (ritmo cardíaco, sono, por exemplo), assim como suas capacidades cognitivas. 

Também serão submetidos a testes antes e depois da viagem para medir o efeito da falta de gravidade em seus corpos. 

O treinamento do grupo durou apenas seis meses. O voo deveria ser totalmente automático, mas a tripulação foi preparada pela SpaceX para assumir o controle em caso de emergência.

Os tripulantes também foram submetidos a exames físicos. Juntos caminharam pela neve a uma altitude de mais de 3.000 metros no noroeste dos Estados Unidos.

Também experimentaram a força G à qual serão expostos com o auxílio de uma centrífuga (um braço longo e que gira rapidamente) e voos de jato.

A missão arrecadará fundos para o Hospital Infantil St Jude (Memphis, Tennessee), onde Hayley Arceneaux trabalha atualmente, depois de receber tratamento no local durante a infância. 

A nave transportará diversos objetos (um ukulele, 30 kg de lúpulo para fazer cerveja com sabor espacial na Terra, obras de arte de NFT certificadas digitalmente, etc.), que depois serão leiloados. 

Esta missão encerra um verão (hemisfério norte, inverno no Brasil) marcado por voos de bilionários ao espaço. O primeiro foi Richard Branson, em 11 de julho, que decolou a bordo da nave da Virgin Galactic, e poucos dias depois Jeff Bezos, fundador da Amazon, com sua empresa Blue Origin. 

Mas esses voos ofereceram apenas alguns minutos de falta de gravidade.

Esta é a quarta vez que a empresa de Elon Musk, que se tornou uma gigante da indústria em poucos anos, envia seres humanos ao espaço, depois de lançamentos com 10 astronautas à ISS em nome da Nasa.

A SpaceX prevê outros voos de turismo espacial, incluindo um a partir de janeiro de 2022 que deve transportar três empresários à ISS.

Veja também

Vale decide devolver processos de mineração em terras indígenas
Território indígena

Vale decide devolver processos de mineração em terras indígenas

Procurado por estelionato em São Paulo é detido em Igarassu, na RMR
POLÍCIA

Procurado por estelionato em São Paulo é detido em Igarassu, na RMR