Sport empata e se complica na briga contra o rebaixamento

Leão fica no 1x1 com o São Paulo, na Ilha do Retiro

Grande Sertão: VeredasGrande Sertão: Veredas - Foto: Divulgação

No duelo dos ameaçados, ninguém ri e ambos choram. Em jogo cheio de emoções, Sport e São Paulo ficaram no 1x1, na noite destas quarta-feira (5), na Ilha do Retiro, e continuam próximos à zona de rebaixamento. Com 34 pontos, o Leão continuou na 15ª colocação, a três pontos da degola, dependendo ainda do complemento da rodada. Já os paulistas somam 36 pontos e ganharam uma posição, assumindo o 11º posto. O Leão só volta a atuar na próxima quarta-feira (12), fora de casa, contra a Chapecoense.

Desastroso. Assim poderia ser definido o primeiro tempo do Sport, senão fosse o gol marcado nos minutos finais. Completamente desorganizado, o sistema defensivo leonino era um verdadeiro queijo suíço: cheio de buracos. Como principal ponto vulnerável estava o posto ocupado por Renê, que inexplicavelmente não consegue repetir as boas atuações das duas últimas temporadas, falhando constantemente na marcação e ausente no apoio. Para piorar, a saída de bola dos rubro-negros era pífia, entregando a posse a todo o momento. Pelo lado de Renê, nasceu a primeira grande chance da partida, mas contra os pernambucanos. Em cruzamento rasteiro, a zaga não conseguiu cortar e Chavez emendou um forte chute rasteiro para Magrão operar um milagre. Após o susto, o Rubro-negro tentou se reerguer. Mandando no jogo, os paulistas se sentiam em casa. E quatro minutos depois, só não ampliaram porque pararam no travessão em chute de Carlinhos, com Magrão vendido no lance.

Adormecido, o Leão foi tentar despertar apenas aos 17 minutos, com Diego Souza demorando para definir o lance e batendo na zaga. Melhor e mais organizado em campo, aos 25 os tricolores conseguiram abrir placar. Em mais uma falha na saída de bola dos mandantes, Thiago Mendes recebeu e bateu bonito de fora da área, deslocando Magrão: 1x0. O tento não acomodou os são-paulinos, que continuaram a incomodar o arqueiro leonino. Mas, aos 42, o único sopro de criatividade do Sport resultou em gol. Em bola aberta na direita, Everton Felipe, um dos piores em campo, chutou cruzado, a bola bateu na coxa de Diego Souza e subiu. Esperto, o meia emendou um voleio e marcou golaço, levantando as arquibancadas da Ilha do Retiro.

Na volta para o segundo tempo, Oswaldo de Oliveira conseguiu consertar alguns erros e assim equilibrar a partida. Aos 17 minutos, um dos lances mais lindos do jogo. Em bola levantada na entrada da área, Samuel Xavier ajeitou de cabeça e Apodi mandou uma sapatada de primeira de fora da área, acertando o travessão de Denis e arrancando aplausos dos torcedores. Melhor em campo, o Leão quase vira a partida, com Rogério, aos 29, mas o atacante mandou nas mãos do goleiro. A resposta do São Paulo veio na mesma moeda, com grande oportunidade perdida por João Schmidt. Na última chance, Apodi perdeu gol cara a cara e perdeu a chance da vitória.

FICHA DO JOGO

Sport 1

Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Renê; Rithely, Paulo Roberto, Everton Felipe (Apodi), Diego Souza e Gabriel Xavier (Vinícius Araújo); Rogério (Edmílson).
Técnico: Oswaldo de Oliveira.

São Paulo 1

Denis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Carlinhos; Hudson, Thiago Mendes (João Schmidt), Michel Bastos, Matheus Reis (Buffarini) e Kelvin (Jean Carlos); Chavez. Técnico: Ricardo Gomes.

Local: Ilha do Retiro (Recife).
Árbitro: Rafael Traci (PR).
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Luciano Roggenbaum (PR).
Gols: Thiago Mendes (aos 25 do 1ºT) e Diego Souza (aos 42 do 1ºT).
Cartões amarelos: Buffarini e Michel Bastos (São Paulo).
Público: 11. 424
Renda: R$ 181.170

Veja também

Áreas de lazer reabertas atraem milhares de cariocas em domingo de sol
RIO DE JANEIRO

Áreas de lazer reabertas atraem milhares em domingo de sol

Espanha determina confinamento de 200 mil pessoas
Coronavírus

Espanha determina confinamento de 200 mil pessoas