Sport pega a Chapecoense no adeus de Oswaldo de Oliveira

Após acertar com o Corinthians, o técnico comanda o Rubro-negro em jogo decisivo pela Série A do Brasileirão

O "Pinto da Madrugada" promete fazer a folia dos pequenos, na terça (5)O "Pinto da Madrugada" promete fazer a folia dos pequenos, na terça (5) - Foto: Anderson Maia

Uma bomba explodiu na Praça da Bandeira na tarde desta terça-feira. Entre admiradores e críticos, o treinador Oswaldo de Oliveira acertou a sua transferência para o Corinthians e deixou os dirigentes rubro-negros em alerta vermelho. Tudo isso porque o Sport tem nesta quarta, diante da Chapecoense, às 11h, a primeira das nove decisões até o final do Brasileirão 2016.

Em plena Arena Condá, uma derrota não interessa aos pernambucanos e voltar com ao menos um ponto na bagagem é uma obrigação. Na beira da zona de rebaixamento, ocupando a 16ª posição, com 34 pontos, o Leão perde o seu comandante na mesma rodada em que pode voltar a figurar na área de degola.

Por outro lado, o seu adversário está a quatro pontos de distância, com um triunfo deixando o rubro-negro praticamente colado com os catarinenses, apenas um ponto atrás. O clube ainda não sinalizou quem estará à beira do campo nesta manhã. Como o auxiliar-técnico do clube, Daniel Paulista, sequer viajou com a delegação, o mais provável é que Oswaldo faça a sua despedida trabalhando.

Baseado no que foi trabalhado desde a última partida, na última quarta-feira, no empate em 1x1 diante do São Paulo, na Ilha do Retiro, o Sport deve repetir a escalação utilizada, com a exceção podendo ser a entrada de Rodney Wallace no lugar de Renê.

No último domingo, o costarriquenho esteve na Rússia, onde atuou por cerca de 25 minutos na vitória da seleção do seu país contra os russos, por 4x3, seguindo depois para Chapecó para se juntar à delegação leonina. Por conta desse desgaste, Rodney pode ser poupado e o reserva Renê mantido.

Em contrapartida, não teria sentido fazer todo o esforço para Rodney Wallace se apresentar para o jogo e não utilizá-lo, principalmente sendo uma partida decisiva. Se depender do Departamento Médico, ele será liberado. "Claro que foi uma viagem longa, mas ele chegou bem, não reclamou de dores e vai para o jogo", afirmou o médico José Venâncio.

Na movimentação da terça, já em Chapecó, Rodney participou normalmente entre os 11 titulares. Com apenas duas vitórias fora de casa, sendo uma contra o Santa Cruz, no Arruda, e dois empates, o Sport precisa melhorar o aproveitamento longe de seus domínios. "Sabemos que a Chapecoense vem de três derrotas, mas precisamos de muita concentração. Vencer fora é nossa obrigação pela situação que nos encontramos", comentou o zagueiro Matheus Ferraz.

Chapecoense 

Sem vencer há quatro jogos, vindo de três derrotas seguidas, a equipe comandada por Caio Júnior busca a reabilitação no Brasileirão. Se antes a Chape fazia uma campanha segura, agora já está a apenas cinco pontos da zona de rebaixamento. E a missão poderá ser complicada se for levado em conta o desempenho dos catarinenses na Arena Condá. Com apenas 21 pontos ganhos em seus domínios, a Chapecoense tem o 17º melhor aproveitamento em casa, perdendo apenas para Cruzeiro, Santa Cruz e América/MG.

Ficha do jogo 

Chapecoense
Danilo; Gimenez, Neto, Thiego e Dener; Matheus Biteco, Sérgio Manoel, Cleber Santana, Alan Ruschel e Ananias; Kempes. Técnico: Caio Júnior.

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Ronaldo Alves e Rodney Wallace (Renê); Rithely, Paulo Roberto, Everton Felipe, Diego Souza e Gabriel Xavier; Rogério. Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Local: Arena Condá (Chapecó). Horário: 11h. Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP). Assistentes: Alex Ribeiro e Anderson José de Moraes Coelho (ambos de SP). Transmissão: Premiere. 

 

Veja também

Arce assumirá as rédeas de uma Bolívia polarizada e em crise econômica
América Latina

Arce assumirá as rédeas de uma Bolívia polarizada e em crise econômica

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro
Covid-19

Rússia espera registro da Sputnik V no Brasil em dezembro e produção em janeiro