Supermercados: secretário orienta população a não comprar exageradamente

Durante fiscalização, Pedro Eurico, da secretária de Justiça e Direitos Humanos, informou que há produtos para todas as pessoas

Fiscalização em supermercadosFiscalização em supermercados - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

A greve dos caminhoneiros, que chegou ao quinto dia nesta sexta-feira (25), ainda não provoca desabastecimento de alimentos no Grande Recife. O secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, durante fiscalização em supermercados e feiras, orientou a população a não comprar exageradamente. "Alguns podem mais e querem comprar mais. Não há necessidade. Tem produto em quantidade para todas as pessoas", comentou Eurico.

Nesta manhã, a pasta e o Programa de Orientação e Proteção ao Consumidor (Procon-PE) realizam fiscalizações em supermercados e feiras do Grande Recife. "Estamos no Atacadão de Olinda e a preocupação aqui a batata. A gerência informou que as companhias foram obrigadas a segurar as batatas, que vêm de Minas Gerais e Bahia", comentou o secretário.

Leia também:
Procon-PE vai fiscalizar supermercados e feiras livres
Supermercados usam medidas preventivas contra desabastecimento
Estoque de medicamentos está garantido por 15 dias, diz presidente de sindicato

A fiscalização acontecerá ao longo do dia em todas as redes. O Procon-PE analisa a qualidade e os preços dos alimentos. O secretário informou que, até o momento, a fiscalização não encontrou produtos com preços fora do padrão. O secretário garantiu que ainda não há necessidade de limitar a quantidade de produtos vendidos. "Não há necessidade disso porque os supermercados estão mostrando estoque normal", finalizou.

Veja também

Rede estadual retoma aulas presenciais nesta segunda-feira

Rede estadual retoma aulas presenciais nesta segunda-feira

Profissionais de saúde do Recife que já receberam segunda dose devem voltar aos trabalhos
Vacinação

Profissionais de saúde do Recife que já receberam segunda dose devem voltar aos trabalhos