Grande Recife

Suposto estuprador em série é preso no Cabo de Santo Agostinho

De acordo com a Polícia Civil, homem é suspeito de ter estuprado pelo menos sete mulheres e duas crianças desde o ano passado na cidade

Moto usada pelo suspeito nas abordagens às vítimasMoto usada pelo suspeito nas abordagens às vítimas - Foto: Divulgação/Polícia Civil de Pernambuco

Um suposto estuprador em série, de 31 anos, foi preso no Cabo de Santo Agostinho, Região Metropolitana do Recife. De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, ele é suspeito de ter estuprado pelo menos sete mulheres e duas crianças, de 8 e 9 anos de idade, desde o ano passado na cidade. A prisão ocorreu na última quinta-feira (23) e foi divulgada e detalhada nesta segunda-feira (27) pela polícia, em coletiva virtual. 

As investigações começaram ainda em 2019 e apontam mulheres de idades variadas entre as vítimas. Segundo o delegado Rafael Duarte, titular da Delegacia do Cabo, a prisão é importante porque a polícia enxerga um padrão na prática desse tipo de crime na região. “Ele era procurado há bastante tempo pela delegacia e era difícil achar provas e chegar até ele. As vítimas apresentavam características semelhantes”, detalhou. O homem trabalhava como estoquista de uma grande empresa nacional, segundo a polícia.
 


A polícia afirma que o suspeito abordava as vítimas em uma moto preta e simulava estar armado. “Ele as arrebatava para um local ermo, onde realizava o crime sexual. A forma de abordagem, a moto, as vestimentas e as tatuagens na costela - uma coroa dos dois lados com nomes de pessoas - eram sempre semelhantes”, acrescentou o delegado Rafael Duarte.

Após a prisão, na delegacia, algumas das vítimas reconheceram o preso como autor dos crimes. “Ele praticou sete crimes contra mulheres adultas e duas crianças e não tinha padrão fixo para as mulheres. Simplesmente era um criminoso contumaz, que acreditava na impunibilidade, já que se escondia facilmente da polícia”, continuou o delegado. Relatos das vítimas são de três estupros ocorridos no ano passado e os demais este ano, inclusive com intervalos de duas semanas entre os crimes. 

As abordagens geralmente ocorriam nas proximidades do bairro de Garapu. "Ele ia deixar a mãe no trabalho, por volta das 5h30 ou 6h e depois que deixava ele abordava as vítimas. Às vezes, à noite, costumava abordar algumas vítimas, mas não era comum, costumava abordar pela manhã", explicou o delegado. A prisão ocorreu nessa região e o homem inclusive estava na moto usada nos crimes. Ele confessou aos policiais alguns dos crimes.

Como não houve flagrante, a Polícia Civil de Pernambuco solicitou um mandado de prisão preventiva à Justiça e ao Ministério Público de Pernambuco pelo estupro de uma das vítimas, uma menina de oito anos de idade. “Vamos conseguir concluir todos os outros inquéritos. A comparação do material genético das vítimas indica que foi o mesmo autor e o material dele também será coletado”, finalizou Rodrigo Duarte.

Outras possíveis vítimas do suposto estuprador podem entrar em contato com a Delegacia do Cabo para denúncia. As identidades serão preservadas e não haverá contato direto com o suspeito. O homem foi levado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.

 

Veja também

A 8 dias da eleição, Senado dos EUA confirma juíza ultraconservadora para a Suprema Corte
internacional

A 8 dias da eleição, Senado dos EUA confirma juíza ultraconservadora para a Suprema Corte

Brasil atinge 5,4 milhões de casos da Covid-19
boletim

Brasil atinge 5,4 milhões de casos da Covid-19