RECIFE

Presos suspeitos de arrombamento e furtos em prédios de luxo no Recife

De acordo com a corporação, membros da quadrilha possuem atuação em âmbito nacional

Praia de Boa Viagem, no RecifePraia de Boa Viagem, no Recife - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Quatro suspeitos de integrar uma quadrilha apontada como especializada em arrombamento e furtos a condomínios de luxo no Recife foram presos em flagrante pela Polícia Civil de Pernambuco.

De acordo com a corporação, os membros desse bando possuem atuação em âmbito nacional e foram autuados por furto qualificado e associação criminosa. As prisões ocorreram na última sexta-feira (16) e foram divulgadas nesta segunda-feira (19) pela polícia.

As investigações começaram em novembro de 2020 com o caso de invasão e furto de um condomínio localizado na praça Flemming, no bairro da Jaqueira, na Zona Norte do Recife. Na ocasião, os suspeitos furtaram dinheiro, armas e joias.

Em fevereiro deste ano, outro apartamento na Jaqueira foi arrombado. Segundo a polícia, novamente uma grande quantia em dinheiro e joias foi furtada. Os suspeitos chegaram a carregar um cofre nas ruas do bairro após o furto.

Uma parte da quadrilha foi presa em uma investigação conjunta entre Polícia Civil do Ceará e a Polícia Civil do Mato Grosso, na qual quatro dos integrantes foram presos. 

Há cerca de quinze dias, acrescenta a Polícia Civil de Pernambuco, outros integrantes da mesma quadrilha, em uma ação semelhante, arrombaram um apartamento de luxo no bairro de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, na qual, mais uma vez, uma grande quantia em dinheiro foi furtada.

De acordo com a Polícia Civil, em meio à investigação dos arrombamentos anteriores, a corporação tomou conhecimento que quatro integrantes da quadrilha chegariam ao Recife em um voo vindo de São Paulo, na última sexta-feira.

Os membros já haviam sido identificados pela polícia durante a apuração dos crimes anteriores. Após desembarcarem do voo, se hospedaram em um hotel no bairro de Piedade, em Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife. 

Em coletiva no Recife, delegado de Casa Amarela, Carlos Couto, apresenta chaves de fenda usada pelos criminosos nas investidas (Foto: Divulgação/Polícia Civil de Pernambuco)

Os suspeitos foram perseguidos e terminaram presos. Em seguida, foram levados à Delegacia de Casa Amarela, na Zona Norte do Recife, onde foram autuados.

Com os autuados, foram encontradas chaves de fenda utilizadas para arrombar os imóveis, além de vários aparelhos celulares.

De acordo com o titular da Delegacia de Casa Amarela, o delegado Carlos Couto, o modus operandi da quadrilha era similar nas investidas criminosas.

"Provavelmente identificam as vítimas por meio de bancos de dados adquiridos de forma fraudulenta e acessam os condomínios de forma clandestina. Ou seja, eles ludibriam os porteiros, que acreditam se tratar de moradores, sempre aparentando estarem bem vestidos. Em todas as ações, se identificam, estão bem vestidos e os porteiros, talvez com temor de serem constragidos por barrarem convidados [dos moradores], terminam franqueando o acesso aos condomínios", explicou.

O delegado alertou para maiores cuidados dos condomínios com essa brecha na segurança, para evitar casos parecidos. "Os próprios condomínios devem rever algumas normas de segurança, como sempre identificar antes de subida. Nos três casos que estamos apurando, dois tiveram êxito e um só não teve porque o porteiro acabou descobrindo ao desconfiar que seria uma ação fraudulenta", completou Carlos Couto.

Veja também

Procon-PE impede festa com mais de 400 pessoas em Jaboatão dos Guararapes
Pandemia

Procon-PE impede festa com mais de 400 pessoas em Jaboatão

Chile conclui eleição histórica em busca de maior equidade com uma nova Constituição
AMÉRICA LATINA

Chile conclui eleição histórica em busca de uma nova Constituição