Taquaritinga do Norte recebe 28,5 mil doses de vacina após 1ª morte por sarampo no Estado

Dia D de Vacinação acontece no município no próximo sábado (7)

Dose da tríplice viralDose da tríplice viral - Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Após ter confirmada a primeira morte por sarampo em Pernambuco neste ano, a de um bebê de 7 meses, o Governo do Estado envia à Taquaritinga do Norte, no Agreste pernambucano, um reforço de 28,5 mil doses extras da vacina tríplice viral. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), desde que foram notificados os primeiros casos da enfermidade na cidade, ações de investigação e bloqueio vacinal estão em operação. Para ampliar a cobertura vacinal, no próximo sábado (7), será realizado o Dia D de Vacinação.

A autorização para o envio das doses extras foi dada pelo governador Paulo Câmara após reunião nessa terça-feira (3) com o prefeito de Taquaritinga do Norte, Ivanildo Mestre Bezerra, e o secretário estadual de saúde, André Longo. Do total de doses extras, 10 mil já foram encaminhadas na terça. 

Leia também:
Morte de bebê de 7 meses por sarampo no Agreste é confirmada
Brasil registra 2,3 mil casos confirmados de sarampo

Investigações iniciais, aponta a SES-PE, dão conta que os casos de sarampo em Pernambuco estão relacionados ao contato dos pacientes com indivíduos de outros estados, onde há a circulação da doença. Tal vinculação está sendo averiguada pelas equipes responsáveis. Desde janeiro, segundo a secretaria, já foram distribuídas mais de 574 mil doses da vacina para os municípios do Estado.

Imunização
A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba e está disponível de rotina nas salas de vacina dos municípios. A Secretaria Estadual de Saúde ressalta a importância de finalizar o esquema vacinal para evitar casos da doença. A imunização com a tríplice deve seguir o seguinte esquema:

- Crianças entre 6 meses e 11 meses devem tomar uma dose da tríplice viral. Importante ressaltar que essas crianças precisarão seguir o esquema normal de imunização a partir dos 12 meses.

- Indivíduos de 1 ano a 29 anos de idade: 2 doses de tríplice viral;

- Indivíduos de 30 a 49 anos de idade não vacinados: 1 dose de tríplice viral;

- Profissionais de saúde não vacinados: 2 doses com a vacina tríplice viral independente da idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.

Sintomas
Todo paciente que apresentar febre e exantema maculopapular morbiliforme de direção cefalocaudal (manchas avermelhadas que começam na cabeça e vão descendo para o restante do corpo), acompanhados de um ou mais dos seguintes sinais e sintomas: tosse e/ou coriza e/ou conjuntivite, independentemente da idade e situação vacinal; ou todo indivíduo suspeito com história de viagem para locais com circulação do vírus do sarampo, nos últimos 30 dias, ou de contato, no mesmo período, com alguém que viajou para local com circulação viral.

Apresentando essa sintomatologia, é importante ir ao posto de saúde mais próximo para receber a devida assistência.

Veja também

Brasil supera 4,5 milhões de infectados pelo novo coronavírus
Coronavírus

Brasil supera 4,5 milhões de infectados pelo novo coronavírus

Autoridades dos EUA interceptam envelope evenenado endereçado à Casa Branca
Mundo

Autoridades dos EUA interceptam envelope evenenado endereçado à Casa Branca