Teatros da Broadway ficarão fechados até 6 de setembro

Fechamento aconteceu no dia 12 de março e, inicialmente, era prevista uma reabertura no dia 7 de junho

Teatros da Broadway, nos Estados UnidosTeatros da Broadway, nos Estados Unidos - Foto: Spencer Platt/Getty Images North America/AFP

Os teatros da Broadway estenderam seus fechamentos em razão da pandemia do novo coronavírus até o Dia do Trabalho nos Estados Unidos, em 6 de setembro, informou o grupo da indústria, Broadway League, nesta terça-feira (12).

Entre as atrações turísticas mais visitadas de Nova York, os teatros tinham estabelecido, anteriormente, uma data de reabertura provisória para 7 de junho.

A Broadway League, que representa produtores e proprietários de teatro, afirmou que está trabalhando com autoridades do governo, sindicatos e especialistas em saúde para desenvolver planos para reabertura com novas medidas de segurança para audiências, artistas e assistentes de palco.

As produções de teatro ao vivo enfrentam desafios únicos durante a pandemia, já que trabalham com um grande número de pessoas em pequenos espaços, além do contato físico entre os artistas no palco.

Leia também:
Campeã do BBB 20, Thelma Assis faz campanha pelo isolamento social; assista
Com espetáculos suspensos, companhias de teatro tentam sobreviver à pandemia


Os produtores estão discutindo programas de encenação com elencos menores, em vez de grandes musicais, e os escritores têm trabalhado em histórias que permitam o distanciamento social.

A Broadway fechou seus teatros em 12 de março. Na época, 31 espetáculos estavam sendo exibidos, incluindo sucessos como Hamilton, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada e O Sol é Para Todos.


 

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Pernambucano compra imóvel no DF em programa da Caixa, mas recebe lote vazio
Prejuízo

Pernambucano compra imóvel no DF em programa da Caixa, mas recebe lote vazio

Nova York exigirá certificado de vacinação para restaurantes, shows e academias
Vacinação

Nova York exigirá certificado de vacinação para restaurantes, shows e academias