Temer não veio ao Nordeste em busca de popularidade

Não será fácil para o presidente Michel Temer vencer a batalha da impopularidade nos 23 meses de mandato que lhe restam

Inaldo SampaioInaldo Sampaio - Foto: Colunista

Engana-se quem acha que o presidente Michel Temer veio ontem a Pernambuco em busca de popularidade. Ele chefia um governo de transição cujas principais prioridades são as reformas que propôs ao Congresso - previdenciária e trabalhista, além do freio nos gastos públicos. Se até o final do seu governo tiver conseguido êxito nessas duas reformas, terá deixado sua marca na História, pois as forças que se opõem a ambas são muito poderosas. Isso não quer dizer que o presidente deva permanecer recluso no Distrito Federal. Ele tem mesmo é que andar pelo Brasil, nem que seja para ocupar seu tempo visitando obras inacabadas, tal qual fez ontem em Floresta com a transposição do São Francisco. Se no seu curto governo o país tiver vencido o desemprego e retomado os investimentos na área econômica, a popularidade virá, naturalmente. Mas não é fácil vencer essa batalha até o final de 2018, e o próprio presidente sabe disto.

Conselho ao presidente
Se tivesse que dar um conselho a Michel Temer, o vice-governador Raul Henry (PMDB) repetiria o que disse a ele o publicitário Nizan Guanares numa reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social: “Presidente, aproveite sua impopularidade para fazer as reformas de que o Brasil precisa”. Um segundo conselho seria para que Temer não invente de se candidatar à reeleição em 2018.

Concessão > o Governo de Pernambuco finge acreditar que o Aeroporto dos Guararapes entrará na próxima lista das obras federais a serem concedidas à iniciativa privada. Mas se a União tivesse interesse já o teria colocado no mesmo “pacote” dos Aeroportos de Fortaleza, Salvador, Florianópolis e Porto Alegre.

Comando > O advogado e suplente de vereador Felipe Ferreira Lima será o próximo presidente do PPS com Recife, com a missão de preparar o partido para as eleições estaduais do próximo ano.

Avanço > O governador Camilo Santana (PT) divulgou na “Veja” que das 100 melhores escolas públicas de ensino fundamental, no Brasil, 77 são do Ceará, incluindo as 24 primeiras do “ranking”.

Resgate > O prefeito de Olinda, Professor Lupércio (SD), começou a cumprir o que prometeu na campanha: atender a todas as pessoas que o procuram. Só na última 4ª feira, ele recebeu no gabinete 183.

Missa > Membros das famílias “Ferraz” e “Novaes”, de Floresta, incluindo o ex-deputado Vital Novaes, participaram de uma missa em Aldeia, domingo, pelos 95 anos da matriarca Neusa de Araújo Ferraz, sogra do vereador Ronaldo Leite (PT). O padre Brás Costa, autor do livro “No altar da poesia”, fez a celebração.

Penta > Guilherme Uchoa (PDT) assumirá amanhã, pela 5ª vez, a presidência da Assembleia Legislativa. Mas ainda estará em desvantagem em relação ao capixaba José Carlos Gratz, que mandou durante 20 anos na Assembleia Legislativa do Espírito Santo, alternando-se na 1ª secretaria e na presidência.

Fiasco > O PMDB tem o presidente da República (Temer), o presidente do Congresso (Renan Calheiros), além das maiores bancadas na Câmara (65 deputados) e no Senado (20 senadores), mas não tem um quadro competitivo para disputar a eleição presidencial de 2018. Nas duas eleições que disputou, o desempenho dos candidatos foi um fiasco. Ulysses Guimarães obteve em 1989 apenas 4,4% dos votos válidos e Orestes Quércia (em 1994) 4,38%.

Veja também

França registra cinco novos casos de trombose sem morte entre vacinados com AstraZeneca
Coronavírus

França registra cinco novos casos de trombose sem morte entre vacinados com AstraZeneca

Regulador europeu afirma que benefícios da vacina AstraZeneca aumentam com a idade
Vacina contra Covid-19

Regulador europeu afirma que benefícios da vacina AstraZeneca aumentam com a idade