Temer reclama de 'falsidades' de Alckmin e viraliza; veja vídeo

"Me dirijo a você pelas falsidades que você tem colocado no seu programa eleitoral e eu não posso silenciar, em homenagem ao povo brasileiro", introduz o presidente no vídeo

Geraldo Alckmin e Michel TemerGeraldo Alckmin e Michel Temer - Foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

O presidente da República Michel Temer (MDB) usou a página ofical do facebook do Palácio da Alvorada e outras redes sociais para "rasgar o verbo" contra o ex-governador de São Paulo e candidato à presidência, Geraldo Alkimin (PSDB). Visivelmente contrariado, Temer tentou desconstruir o que chamou de "falsidades" do tucano em seu guia eleitoral.

"Me dirijo a você pelas falsidades que você tem colocado no seu programa eleitoral e eu não posso silenciar, em homenagem ao povo brasileiro", introduz o presidente no vídeo. Em seguida, ele começa a enumerar as críticas proferidas por Alckimin ao Governo Federal e, em cada uma das áreas, relaciona o ministro da pasta e seu partido, todos apoiadores da campanha do ex-governador ao planalto.

Leia também:
Justiça proíbe campanha de Paulo Câmara de usar expressão "Turma do Temer"
“Turma do Temer” não é ofensa, segundo TRE
Temer entra sem querer na eleição de Pernambuco
Meirelles foge de pergunta sobre ter Michel Temer como ministro, se eleito


Entre os ministros citados por Temer, o deputado federal Mendonça Filho (Educação), o DEM; Ricardo Barros (Saúde), do PP; e Marcos Pereira (Indústria e Comércio, do PP. Todos de partidos que apoiam a candidatura presidencial de Geraldo Alckmin.

"Se você vier a ganhar a eleição, essa base será a sua base governamental", afirmou o emedebista, que encerra o vídeo com uma pitada de ressentimento. "Eu me lembro das vezes que você foi candidato a governador e a presidente, nas vezes que eu te apoiei precisamente para esses cargos, eu acho que você era diferente", lamentou, finalizando com um pedido: "Não atenda aos que dizem seus marqueteiros. Atenda, apenas, à verdade."

Veja vídeo:


Os internautas só falavam no assunto nesta quinta-feira (6) e os nomes de Temer e Alckmin chegaram, juntos, ao trending topics, que lista os assuntos mais comentados no microblog do Twitter, com 16 mil menções. Outros políticos também repercutiram o assunto no microblog.

"Nunca achei que fosse dizer isso desses dois personagens, mas na briga de Temer e Alckmin os dois têm razão", publicou Manuela D'Ávila, junto com uma imagem de um publicação de Alckmin dizendo "o problema do governo Temer não são os políticos, mas o presidente, que não tem nem a aliança nem a legitimidade necessárias." "Essa briga entre Temer e Alckmin, como dizia Orestes Quércia, em briga de compadre, sempre sai verdade", compartilhou Guilherme Boulos.

Leia a íntegra da fala de Temer divulgada nas redes sociais:

Geraldo Alckmin, candidato a presidente da República,

Me dirijo a você pelas falsidades que você tem colocado no seu programa eleitoral e não posso silenciar em homenagem ao povo brasileiro.

Você diz que a educação foi um desastre. Você sabe quem foi o meu ministro da Educação? O Mendonça Filho, do DEM, um partido que apoia a sua candidatura. E o Mendonça fez um belíssimo trabalho. Primeiro ponto.

Segundo ponto. Você fala mal da saúde como se a saúde fosse um desastre. A saúde melhorou muito no nosso governo, e [o ministério] está com o PP, um partido que apoia sua candidatura, teve três ministérios, continua com três ministérios e ele, Ricardo Barros, que foi ministro, também fez um extraordinário trabalho. E você critica. Critica indevidamente.

Você critica a área de indústria e comércio. Você sabe quem foi o ministro. O Marco Pereira. Que é o candidato a deputado federal, do PRB, que apoia sua candidatura. Estava no meu governo e continua no governo e agora é base de apoio da sua candidatura.

Se você fala em desemprego, você sabe quem conduziou o Ministério do Trabalho e outros órgãos conexos, Geraldo? Foi exata e precisamente o PTB, que apoia a sua candidatura e está na base do meu governo e, se você vier a ganhar a eleição, essa base será sua base governamental.

E eu me lembro, Geraldo, que você, quando candidato a governador, candidato a presidente, nas vezes que eu te apoiei, precisamente para esses cargos, você era diferente.

Não atenda aos que dizem seus marqueteiros. Atenda, apenas, à verdade. E a verdade significa que fizemos muito por essas áreas conduzidas por aqueles que hoje apoiam sua candidatura.

Veja também

Amazonas receberá cota extra de vacinas para frear pandemia
Coronavírus

Amazonas receberá cota extra de vacinas para frear pandemia

Avião com doses da vacina de Oxford, produzida na Índia, chega ao Rio
Coronavírus

Avião com doses da vacina de Oxford, produzida na Índia, chega ao Rio