visita presidencial

Temer visita Lula no Sírio e é hostilizado na entrada do hospital

Presidente passou cerca de meia hora e levou grande comitiva governamental

Temer foi prestar solidariedade a Lula no hospital Sírio Libanês neste momento de dor Temer foi prestar solidariedade a Lula no hospital Sírio Libanês neste momento de dor  - Foto: O Globo|reprodução

Michel Temer chegou às 22h30 no Sírio Libanês, em SP, junto com os senadores Renan Calheiros (PMDB-AL), Eduardo Braga (PMDB-AM), Romero Jucá (PMDB-RR), Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), e o presidente da Casa, Eunicio Oliveira (PMDB-CE). para visitar Lula, e prestar condolência pela morte cerebral da ex-primeira-dama Marisa Letícia.

O presidente entrou pela porta principal do hospital e foi hostilizado por simpatizantes petistas, que o chamaram, de "assassino" e "golpista". Ele se mostrou inabalável aos ataques.

Lula recebeu a comitiva liderada por Temer, que ficou por cerca de eia hora, em sala reservada, e  agradeceu o gesto e dizendo estar feliz com o fato de eles terem deixado "a disputa política" de lado para levar a ele votos de solidariedade.

Segundo pessoas que participaram da reunião, Lula estava falante, embora visivelmente abatido, com os olhos inchados e vermelhos. Por mais de um vez ele teria enfatizado o quão importante é diferenciar o que é política do que é relação humana.

O presidente decidiu de última hora viajar à capital paulista depois de ter sido comunicado da gravidade do quadro da ex-primeira-dama Marisa Letícia, que sofreu um AVC na semana passada e perda do fluxo cerebral nesta quinta. Sua situação é considerada irreversível. Depois disso, a família autorizou procedimento de doação de órgãos.

Ao lado de Temer, que foi recebido na porta pelo médico de Marisa e Lula, Roberto Kalil,  também estavam o ex-presidente José Sarney (PMDB) e os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Henrique Meirelles (Fazenda), Dyogo Oliveira (Planejamento), José Serra (Relações Exteriores), Helder Barbalho (Integração Nacional) e Moreira Franco (Secretaria-Geral). Com informações da Folha de S. Paulo.


Ao chegar no Sírio Libanês, Temer foi hostilizado por manifestantes com gritos

Foto: Ao chegar no Sírio Libanês, Temer foi hostilizado por manifestantes com gritos
Créditos: Folha de S. Paulo|reprodução

Veja também

Biden comemora as 200 milhões de doses de vacinas anticovid aplicadas nos EUA
EUA

Biden comemora as 200 milhões de doses de vacinas anticovid aplicadas nos EUA

Argentina supera os 60 mil mortos por covid em pleno auge de contágios
Coronavírus

Argentina supera os 60 mil mortos por covid em pleno auge de contágios