Clima

Tempestade de areia escurece o céu em Campo Grande durante a tarde

O aeroporto da cidade registrou rajadas de vento de 94,5 quilômetros por hora (km/h)

Tempestade de areia em Campo Grande (Mato Grosso do Sul)Tempestade de areia em Campo Grande (Mato Grosso do Sul) - Foto: Reprodução / redes sociais

Leia também

• Chuva derruba preço da energia no mercado livre

• Interior de São Paulo volta a registrar tempestade de areia

• Paes chama Light de 'vagabunda' após corte de luz em prédios públicos

O dia virou noite na capital de Mato Grosso do Sul. Uma forte tempestade de areia cobriu Campo Grande na tarde de hoje (15), em um cenário digno de filmes apocalípticos. A tempestade de areia, acompanhada de um forte vento, cobriu o sol e escureceu a cidade em um tom vermelho.

Segundo a empresa MetSul Meteorologia, o aeroporto da cidade registrou rajadas de vento de 94,5 quilômetros por hora (km/h). O vento forte provocou danos na cidade, com explosões de cabos de energia. De acordo com informações da MetSul, a temperatura da cidade estava em 33° antes da ventania; com o evento climático, baixou para 18º.

 

Um fenômeno semelhante já havia ocorrido no estado de São Paulo. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), as tempestades de poeira são causadas por um período seco de estiagem prolongada, baixa cobertura vegetal, temperaturas elevadas e o solo nu na região que já se prepara para o plantio, cujo início se dá na primavera.

A primavera traz as primeiras tempestades. E como não há chuva suficiente nesse período, o fenômeno se torna comum. Quando a chuva chega, os ventos aceleram e formam uma corrente descendente ou frente de rajada. Ao encontrar uma área mais quente, seca e com muita poeira, os ventos formam a nuvem.

Veja também

Estudantes do primeiro ano do ensino médio realizam o SSA neste domingo (5)Vestibular

Estudantes do primeiro ano do ensino médio realizam o SSA neste domingo (5)

Pais de atirador em escola dos EUA se declaram inocentesTIROTEIO

Pais de atirador em escola dos EUA se declaram inocentes