Terminais integrados da RMR recebem pias e materiais de higienização para os usuários

Os TI's de Cajueiro Seco e Joana Bezerra já receberam as pias. No total, serão 129 lavatórios distribuídos entre os 22 terminais da RMR

Compesa instala pias de higienização nos terminais integrados da RMRCompesa instala pias de higienização nos terminais integrados da RMR - Foto: Divulgação

Os terminais integrados do Recife e Região Metropolitana começaram a receber, ontem, pias de higienização destinadas a usuários do transporte público. Os primeiros conjuntos, com cinco pias cada, já foram instalados nos terminais de Cajueiro Seco e Joana Bezerra. A ação é fruto de uma parceria secretarias estaduais de Desenvolvimento Urbano e Infraestrutura e Recursos Hídricos, por meio da Compesa, e tem o objetivo de possibilitar que os passageiros possam lavar as mãos antes de subir e após descer dos ônibus, evitando aglomeração nos banheiros para realizar essa higienização.

No total, serão 129 lavatórios distribuídos entre os 22 terminais da RMR. Os próximos TI’s contemplados serão o de Prazeres, Aeroporto, Tancredo Neves, Recife e Barro. A ação faz parte de um pacote de reforço do plano emergencial do Governo de Pernambuco no combate à pandemia do novo coronavírus. Até o fim deste mês, quando está prevista a sua conclusão, os terminais de Pelópidas, Macaxeira, Camaragibe, Cosme Damião, Caxangá, Getúlio Vargas, Abreu e Lima, Igarassu, Cabo, Jaboatão, TIP, CDU, PE 15, Rio Doce e Xambá também terão recebido as pias.

Leia também:
Devido ao coronavírus, Compesa isenta população de baixa renda de pagamento
Compesa desenvolve aplicativo para monitorar ciclos de abastecimento

Também serão disponibilizadas, junto com as pias que estão equipadas com torneiras automáticas, todos os produtos essenciais para a higienização das mãos dos usuários, como sabão e papel toalha. Os produtos ficarão sob responsabilidade do Grande Recife Consórcio de Transporte.

Distribuição de caixas d’água
Além da instalação dos lavatórios nos terminais integrados, foi firmada uma parceria com o Grupo Tigre, por meio do seu Instituto Carlos Roberto Hansen, e a FortLev, que irão distribuir gratuitamente 800 caixas d'água de 500 litros nas áreas com maior incidência de casos da Covid-19 da RMR, conforme base de dados do Ministério da Saúde, contemplando famílias de baixa renda e em situação de vulnerabilidade social. O primeiro lote foi entregue ontem e contemplou moradores do Brejo da Guabiraba, no Recife. Ainda serão beneficiados clientes dos bairros da Macaxeira, Nova Descoberta, Vasco da Gama, Totó e Jordão, além de Camaragibe (Alberto Maia), Olinda (Passarinho, Peixinhos, Vila Popular, Águas Compridas, Aguazinha e Alto do Sol Nascente), Jaboatão dos Guararapes (Socorro) e São Lourenço da Mata (Capibaribe, Centro, Nova Tiúma, Tiúma e Pixete).

De acordo com a presidente da Compesa, Manuela Marinho, essas parcerias vão garantir que muitas pessoas possam garantir a armazenamento da água em casa. "A Compesa vem trabalhando incansavelmente para que todos tenham acesso à água durante o período de enfrentamento da Covid-19. Essa parceria com a Tigre e a Fortlev é fundamental, pois vai auxiliar quem tem baixa reservação em casa, garantindo o armazenamento até o próximo ciclo de abastecimento", afirmou.

A compesa estabeleceu alguns critérios para que os usuários possam ser beneficiados, como ser beneficiário da Tarifa Social, morar nas áreas com maior incidência da Covid-19 na RM, ser abastecido em esquema de rodízio e possuir baixa reservação no imóvel. Os clientes que se enquadram nesses requisitos estão sendo contactados por técnicos da Companhia para uma análise do imóvel sobre as condições necessárias para a instalação, que será de responsabilidade do morador. Caso o usuário se enquadre nas condições impostas, a entrega será agendada, e ele receberá uma caixa d'água, um kit para instalação e um termo de responsabilidade sobre o equipamento.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Anvisa aprova por maioria uso emergencial das vacinas de Oxford e CoronaVac
Vacina

Anvisa aprova por maioria uso emergencial das vacinas de Oxford e CoronaVac

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford
Coronavírus

Técnicos da Anvisa recomendam uso emergencial da CoronaVac e da vacina de Oxford