Terminam nesta sexta inscrições para bolsas remanescentes do ProUni

Podem concorrer às bolsas brasileiros sem diploma de curso superior e que tenham participado de qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010

O Prouni oferece bolsas de estudo em universidades privadas por todo o BrasilO Prouni oferece bolsas de estudo em universidades privadas por todo o Brasil - Foto: Educa Mais Brasil

Esta sexta-feira (4) é o último dia para que estudantes já matriculados no ensino superior privado concorram às bolsas remanescentes do Programa Universidade para Todos (ProUni). As inscrições são feitas pela internet, pelo portal do ProUni.

Podem concorrer às bolsas brasileiros sem diploma de curso superior e que tenham participado de qualquer edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir de 2010, com nota superior a 450 pontos e sem ter zerado a prova de redação.

Professores da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e que não tenham participado do Enem, podem se inscrever às bolsas de estudo em cursos de licenciatura.

Leia também:
Curso de Administração tem maior oferta de bolsas no Prouni 2019.2
Prouni 2019: mais de 240 mil vagas são disponibilizadas para consulta


Nessa etapa, não há chamadas ou nota de corte diária. A ocupação das bolsas é realizada conforme a ordem de inscrição. Ao concluir a inscrição, a bolsa automaticamente é reservada ao candidato. As bolsas de estudo podem ser integrais, de 100% do valor da mensalidade, ou parciais, de 50% da mensalidade.

Quem for selecionado deverá comparecer à instituição de ensino nos dois dias úteis após a inscrição para comprovar as informações prestadas.

Atualização

Os estudantes que já são bolsistas devem verificar junto à coordenação do ProUni da própria instituição se o cadastro da bolsa foi atualizado, pois termina também nesta sexta-feira (4) o prazo para que as instituições de ensino atualizem o cadastro do ProUni.

O procedimento é todo online: as instituições deverão acessar o Sistema Informatizado do ProUni (SisProUni) e inserir a Certificação Digital.

Segundo o MEC, esse tipo de atualização é obrigatório para os casos de matriculados no semestre em curso. Portanto, não vale para situações de alunos que ingressaram no processo seletivo atual, pois seus dados foram recentemente registrados.

Cabe à instituição confirmar a matrícula do beneficiado no semestre em curso e do rendimento acadêmico obtido no último período letivo. O procedimento é concluído com a emissão do Termo de Atualização do Usufruto de Bolsa. No documento, é registrada a autorização para a continuidade da bolsa, caso o bolsista tenha alcançado o rendimento acadêmico mínimo exigido.

Caso o coordenador não atualize a bolsa, a suspensão por ausência de renovação é automática. O MEC recomenda que os estudantes compareçam à coordenação do ProUni na própria instituição, pois a atualização da bolsa é o procedimento que garante a continuidade do benefício.

Veja também

Mais de um milhão de mortes por Covid-19 registradas no mundo, aponta agência
Covid-19

Chega a mais de 1 milhão o número de pessoas mortas por Covid-19, diz agência

Covid-19: Brasil confirma 14.318 casos e 335 mortes nas últimas 24 horas
CORONAVÍRUS

Brasil confirma 14.318 casos e 335 mortes em 24 horas