Saúde

Oferta do teste da bochechinha, para recém-nascidos, é ampliada no Recife

Teste genético pode identificar precocemente mais de 320 doenças tratáveis

O Teste da Bochechinha chega ao Recife, através da rede de farmácias Pague MenosO Teste da Bochechinha chega ao Recife, através da rede de farmácias Pague Menos - Foto: Pixabay

A fim de controlar doenças que se manifestam ainda na infância, novo teste genético indicado para recém-nascidos e crianças identifica precocemente mais de 320 doenças graves, silenciosas e tratáveis. Desenvolvido após quatro anos de estudo pela Mendelics/meuDNA, laboratório brasileiro especializado em exames diagnósticos genéticos, o Teste da Bochechinha chega ao Recife, através da rede de farmácias Pague Menos. 

Diferentemente dos demais exames que fazem parte da triagem neonatal a que crianças no Brasil têm direito, o exame complementar não é ofertado pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Na capital pernambucana, o Teste da Bochechinha está disponível nas unidades da Rua Padre Carapuceiro, 777, Loja 15; Avenida República do Líbano, 251; Avenida João de Barros, 1546; Avenida Conselheiro Aguiar, 2964; e Rua Leonardo Bezerra, 621. 


Procedimento

Segundo a rede de farmácias, a coleta de DNA da bochecha é realizada por um profissional que segue todos os protocolos de segurança, além de ser rápida, simples e indolor, onde uma amostra de saliva é colhida no interior da boca do bebê. O procedimento  dura menos de um minuto. O resultado da triagem sai em até 28 dias e pode ser acessado pela internet.

Após o resultado do teste, caso seja identificado que a criança tem risco para alguma doença, é importante o acompanhamento de um médico geneticista para orientação sobre o futuro da saúde da criança e possíveis tratamentos. 

Todos os riscos que podem ser identificados pelo teste da bochechinha se referem a doenças tratáveis, algumas simples de tratar, como dieta restritiva, evitar situações de risco e mudanças no estilo de vida, até tratamentos mais complexos que envolvem acompanhamento multidisciplinar e uso de medicações. "São patologias raras, mas do ponto de vista da família quanto antes se identificar os riscos, mais se ganha na luta contra o tempo, se surgir a enfermidade, dando uma qualidade de vida melhor para a criança e até mesmo salvando vidas", conta o CEO da Mendelics, David Schlesinger.

Veja também

Anvisa aprova uso emergencial de tratamento com anticorpos para Covid-19
Medicamentos

Anvisa aprova uso emergencial de tratamento com anticorpos para Covid-19

Companhias aéreas suspendem voos para Israel
Faixa de Gaza

Companhias aéreas suspendem voos para Israel