Timbu em busca da sequência mágica

Náutico quer conquistar o segundo triunfo seguido e alcançar o G4 da Série B

Candidato apresenta biometria para votarCandidato apresenta biometria para votar - Foto: Arthur Mota/Folha de Pernambuco

Em um campeonato equilibrado e de oscilações, quem conseguir uma sequência de vitórias se estabiliza no pelotão da frente. É o que o Náutico quer após a vitória contra o Paysandu: conquistar o segundo triunfo seguido e alcançar o G4 da Série B. O obstáculo será o Paraná, sábado, às 16h20, no Durival de Britto, em Curitiba. De acordo com o meia Marco Antônio, a equipe está confiante na possibilidade em atingir o objetivo na próxima rodada.

“Estamos há três jogos sem perder, viemos de uma atuação constante e fizemos um bom jogo. Está tudo embolado, são muitos times na briga e quem conseguir engatar duas ou três vitórias vai se aproximar. E é o que a gente pensa. Respeitamos o Paraná, mas vamos para lá em busca de uma vitória fora de casa”, garantiu o camisa 10 alvirrubro.

Sem jogar desde abril, quando acabou a temporada no Catar, o meio-campista reestreou bem com a camisa do Timbu. Foi substituído apenas aos 40 minutos do segundo tempo no último jogo. E apesar de ter atuado mais recuado, como segundo volante, contribuiu na transição ofensiva da equipe. Marco Antônio ficou satisfeito com o que apresentou em campo e até se surpreendeu.

“Fiquei feliz. Consegui até ter mais mobilidade do que eu imaginava para uma volta de pré-temporada. Fiquei mais feliz pelo resultado do que pelo meu desempenho em campo. O que a gente pro­pôs a fazer como time, conseguimos e estamos no caminho certo para encostar no grupo da frente”, resumiu o atleta, apontado como uma referência para o elenco na caminhada para o acesso.

“Responsabilidade eu sabia que teria pela minha passagem aqui há um bom tempo. Isso pesa. Porém, hoje com 31 anos, estou bem maduro e tranquilo. Pronto para assumir a responsabilidade, deixar a molecada leve para jogar”, finalizou.

Veja também

Psoríase: dermatologista alerta para tratamento da doença
Doença de pele

Psoríase: dermatologista alerta para tratamento da doença

Operação Ábdito da PF apura morte de indígenas em Roraima
Investigação

Operação Ábdito da PF apura morte de indígenas em Roraima