NÁUTICO

Time do Náutico passará por mudança radical

Boa parte do elenco Timbu não permanecerá no clube para o ano de 2017

Joazi é um dos atletas formados na base do NáuticoJoazi é um dos atletas formados na base do Náutico - Foto: Léo Lemos/Divulgação/Náutico

 

O elenco do Náutico passará por uma profunda reformulação para a próxima temporada. Boa parte da equipe, que ficou no 5º lugar na Série B do Campeonato Brasileiro, deixando escapar o acesso, não permanecerá no clube em 2017. Os únicos com contrato para o ano que vem são os volantes João Ananias e Maylson, o lateral-direito Joazi, além do meio-campista Marco Antônio e os jogadores da base. Todos os outros estão com futuro indefinido, incluindo peças importantes na campanha alvirrubra como o goleiro Júlio César e o zagueiro Rafael Pereira.

“Acho que temos de fazer uma mudança significativa. São dois anos com esse elenco, que herdamos da administração passada, e em 2015 também ficamos a dois pontos do acesso. A torcida pedia a renovação do elenco e do treinador, mas eles não corresponderam. Então, temos de buscar novos atletas empenhados, dentro da filosofia e da realidade financeira do clube”, explicou o diretor de futebol Marcílio Sales.

A parte financeira, inclusive, será o ponto de partida para as negociações de renovação e na busca por reforços. Como não subiu para a Série A, o Náutico deixou de arrecadar cerca de R$ 50 milhões com as cotas de TV e patrocínios. A expectativa é de que o Timbu tenha mais uma temporada apertada. Por isso, o objetivo é não ter um grupo com altos salários para que as contas sejam pagas sem atraso.

“Passamos por uma dificuldade grande. O Náutico honrou tudo o que tinha acordado. Estamos sendo responsáveis com a parte financeira porque é a realidade. Precisamos repensar tudo, mas vamos formar um elenco competitivo, dentro do que podemos honrar. Já estamos fazendo contatos para novas contratações, porém, nada está fechado por enquanto”, completou o dirigente.

A pedida salarial também definirá a permanência do técnico Givanildo Oliveira. O contrato do treinador só será renovado caso ele aceite uma redução nos vencimentos para 2017.

“Vamos conversar com ele com a maior franqueza possível. Queremos que ele fique, mas tudo ainda será conversado. Givanildo Oliveira não teve culpa pelo insucesso na Série B. Pegou o bonde andando e nos ajudou muito. No entanto, a realidade do Náutico é dura e tudo será levada em consideração”, finalizou.

Arena de Pernambuco
Através de nota oficial, a gestão do estádio fez um balanço do prejuízo causado por alguns torcedores na partida do Náutico contra o Oeste. Cinco tampas de vaso sanitários e 40 cadeiras foram quebradas, além de outros pequenos acabamentos. A conta total dos danos ainda não foi calculada. A diretoria do Timbu afirmou que se responsabilizará pelos danos causados ao equipamento.

 

Veja também

Pernambuco promulga Lei que proíbe uso de cigarros eletrônicos em espaço coletivos
Legislação

Pernambuco promulga Lei que proíbe uso de cigarros eletrônicos em espaço coletivos

Saiba tudo sobre o Gripen, caça da FAB que faz voo de estreia nesta sexta-feira (23) em Brasília
Aviação

Saiba tudo sobre o Gripen, caça da FAB que faz voo de estreia nesta sexta-feira (23) em Brasília