Tio mata sobrinha de oito meses degolada no município de Altinho

Segundo os familiares, o homem chegou em casa por volta das 2h da madrugada muito agressivo e quebrando os móveis do local

A bebê de oito meses degolada pelo tioA bebê de oito meses degolada pelo tio - Foto: Cortesia WhatsApp

No município de Altinho, Agreste do Estado de Pernambuco, um crime violento mobilizou os moradores. Uma bebê de oito meses foi morta pelo tio na manhã desta quinta-feira (26), por volta das 7h40. A criança foi degolada e tinha cortes pelo corpo.

Segundo os familiares, o tio chegou em casa por volta das 2h com o estado muito agressivo e quebrando os móveis do local. Os pais da vítima, então, saíram de casa com medo das atitudes e deixaram a menina dentro de casa. Foi quando o homem se aproveitou da situação e ficou trancado com a criança no banheiro da residência.

Logo após, o 4° Batalhão da Polícia Militar (BPM) foi acionado para a solução do caso. A equipe de Caça Homicida também foi entrou em ação e fez a primeira intervenção.

Leia também:
Homem fica soterrado na Zona Norte do Recife
Preso homem suspeito de ter cometido vários roubos no Recife


Com a ajuda do 1°BIEsp, Corpo de Bombeiros do local e a equipe do Batalhão de Operações Especiais (Bope), as equipes negociaram com o suspeito para abrir a porta e entrar na residência. Foi este o momento em que a polícia conseguiu entrar e percebeu que a criança estava morta.

Segundo o delegado Eduardo Sunaga, responsável pelo caso, o indivíduo aplicou seis cortes na vítima entre as regiões do tórax, pescoço e abdômen, utilizando um pedaço de cerâmica.

De acordo com o tenente-coronel Luíz Claudio Brito, ainda não é possível identificar a a motivação do crime. "Os detalhes ainda não são possíveis de serem respondidos."

O suspeito está na Delegacia de Plantão de Caruaru, sendo autuado pelo crime de homicídio qualificado pelo meio cruel. A audiência de Custódia está marcada para esta sexta-feira (27) no Fórum de Caruaru.

Veja também

Tribunal que julga impeachment de Witzel ouvirá 29 testemunhas
Brasil

Tribunal que julga impeachment de Witzel ouvirá 29 testemunhas

Quase 90% do desmatamento da Amazônia em Mato Grosso nos últimos 12 anos foi ilegal
Meio ambiente

Quase 90% do desmatamento da Amazônia em MT nos últimos 12 anos foi ilegal