Todos os assentos de ônibus da RMR passam a ser preferenciais

Resolução vale também para BRTs e foi publicada no Diário Oficial do Estado

Medida já está em vigorMedida já está em vigor - Foto: Arthur de Souza/Folha de Pernambuco

Todos os assentos de ônibus e BRTs da Região Metropolitana do Recife (RMR) agora são preferenciais para idosos, gestantes, lactantes, pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida e pessoas com crianças de colo. A resolução do Grande Recife Consórcio de Transporte foi publicada no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (11).

Segundo o texto, todos os coletivos deverão receber cartazes com as informações de que os assentos são preferenciais. O prazo para a divulgação da resolução nos veículos é de até 30 dias úteis. A resolução já está em vigor. 

Leia também:
Idoso ganha VEM especial, que permite gratuidade nos ônibus da RMR; saiba como tirar
Paradas de ônibus da RMR serão requalificadas com setor privado


A resolução se soma à implantação do VEM da Pessoa Idosa, anunciado pelo Grande Recife Consórcio em janeiro. O passe, que dá direito ao embarque gratuito nos coletivos, é destinado aos usuários com idade igual ou superior a 65 anos e deve ter a emissão agendada pela internet. Segundo o diretor de planejamento do consórcio de Transporte, Maurício Pina, a resolução foi determinada justamente para facilitar o acesso dos idosos com o VEM específico.

"O idoso tem o cartão e passa na catraca do ônibus como qualquer outro usuário. Assim ele pode escolher seu assento", explicou. "Vai haver fiscalização. O Grande Recife estará atento e poderá autuar empresas que não sigam as regras", acrescentou o diretor. A estimativa é que os idosos representem pelo menos 10% do total de usuários. Com o cartão, o consórcio espera saber com precisão a demanda de usuários com mais de 65 anos.

Cerca de 15 mil cartões VEM Idoso já foram emitidos e há mais de 69 mil agendamentos feitos. "Não há prazo. Pode ir a qualquer momento para agendar. Enquanto não consegue pode continuar entrando no ônibus e mostrar a carteira ao motorista", reforçou.

Ainda segundo Maurício Pina, haverá campanhas educativas para orientar os demais usuários do transporte público sobre a preferência dos assentos. Os coletivos já estão sendo adesivados. De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos do Recife (CBTU), a medida não será aplicada nas linhas do metrô, mas também há a previsão do lançamento de uma campanha educativa sobre o tema.

Outras cidades do País, como o Rio de Janeiro, Brasília e Maceió, já adotam todos os assentos preferenciais nos coletivos. Na capital carioca, por exemplo, o decreto foi instituído em fevereiro do ano passado e ainda prevê multa de R$ 100 para quem se recusar a ceder o lugar.

A mudança agradou ao aposentado Rosair Pereira, de 84 anos. Ele acredita na melhora para os idosos. “Espero que a população tenha mais consciência”, disse. Já para a também aposentada Maria da Conceição, 79, a medida não vai funcionar. “Não vai dar certo porque o povo não vai respeitar isso”, disse. "Seria ótimo, só que não vão respeitar”, afirmou Clea Muniz, 74. A idosa relata que já passou mal dentro de um ônibus e mesmo assim não cederam o lugar reservado. 

A medida também afeta quem usa diariamente os ônibus. A estudante Mycellen Lopes, 20, por exemplo, diz que a resolução será positiva porque beneficiará os idosos. “Tem gente que não dá o lugar para os mais velhos mesmo os assentos preferenciais sendo sinalizados. Para as pessoas que trabalham o dia inteiro e querem sentar um pouco para descansar durante a viagem vai ficar bem difícil”, comentou a passageira. 

Veja também

Câmara discute ações de combate à Covid-19 no sistema prisional
Coronavírus

Câmara discute ações de combate à Covid-19 no sistema prisional

Justiça determina prisão domiciliar de ex-presidente colombiano Álvaro Uribe
América Latina

Justiça determina prisão domiciliar de ex-presidente colombiano Álvaro Uribe