Todos os encantos de Viena

Os monumentos históricos são, sem dúvida, os maiores atrativos da cidade

O ChurrascoO Churrasco - Foto: João Guilherme de Paula/Divulgação

Depois de viagem pela Europa Central, Geraldo Figueirôa voltou cheio de novidades e encantado com esta parte do continente. Mas foi Viena, na Áustria, que o deixou apaixonado. Tanto que ele, que é profissional de marketing do turismo, fez um especial para o site RJ com um top five dos lugares a se visitar em uma primeira ida. Vale conferir:

 1.Palácio Schönbrunn

Foto: O Palácio Schönbrunn é dos maiores e mais bonitos movimentos da cidade

Créditos: Divulgação

O maior e mais imponente palácio da cidade é grandioso e repleto de história. O lugar foi residência de verão dos Habsburgos. De uma arquitetura riquíssima, no estilo barroco, tem os mais belos jardins e o famoso café Gloriette, que oferece a vista completa do palácio e da cidade de Viena. Até um Jardim Zoológico é encontrado no local, que também é conhecido como o Palácio de Versalhes de Viena. 

Com 1440 aposentos, o local é sempre associado ao nome dos Habsburg; a dinastia que dominou grande parte da Europa durante mais de 600 anos, com poder e influência absolutos. A Áustria era seu país, e Schönbrunn seu castelo. Também foi residência de verão da família imperial austríaca dos meados do século XVIII até o final da Segunda Guerra Mundial. Nesse período, o edifício foi habitado quase continuamente por várias centenas de pessoas da vasta corte, tornando-se num centro cultural e político do império Habsburgo. Nele viveu até 1817, D. Leopoldina de Habsburgo, que casou com o imperador brasileiro Pedro I.
 

2. Palácio Hofburg

O Palácio Hofburg

Foto: O Palácio Hofburg
Créditos: Divulgação

O Hofburg, ou Palácio Imperial de Hofburg, é um grandioso palácio que fica no bem no centro da cidade de Viena e, nos dias atuais, é também sede da Presidência da República. Entre 1278 e 1918, foi a residência oficial (de inverno) e centro do poder dos Habsburgo, os soberanos da Áustria; enquanto o Palácio de Schönbrunn era o palácio preferido para o Verão..

Hoje em dia, o gigante complexo HOFBURG compreende a Escola Espanhola de Equitação, a Biblioteca Nacional Austríaca, os gabinetes do presidente da Áustria e museus, dentre eles, merecem destaque os antigos aposentos imperiais e a coleção de obras de arte e tesouros sacros acumulados pelos Habsburgo durante os quase sete séculos de seu reinado.

 

3. Belvedere 

 

O complexo é dividido em duas partes: Belvedere Inferior e Belvedere Superior

Foto: O complexo é dividido em duas partes: Belvedere Inferior e Belvedere Superior

Créditos: Divulgação

Marcado pelo estilo barroco, o palácio foi construído pelo príncipe Eugénio de Saboia e está localizado no 3° distrito de Viena. Um local que também não pode ficar de fora quando se está “turistando” em Viena. O palácio tem lindos e imensos jardins, cuidados com muito esmero, um museu de arte medieval e a Galeria da Áustria, onde está a maior coleção de obras de Gustav Klimt, incluído a sua mais famosa obra – o beijo.

O complexo é dividido em duas partes: Belvedere Inferior e Belvedere Superior. O Belvedere Inferior foi inaugurado em 1716. De 1720 a 1723, foi construído o Belvedere Superior. O complexo foi vendido a Maria Teresa da Áustria pelos herdeiros do príncipe. E foi a própria Maria Teresa quem deu o nome ao lugar de Palácio do Belvedere, que em italiano significa Palácio Bela Vista.

 

4.Ópera de Viena  

 

Assistir a uma ópera no local é das experiências mais bonitas

Foto: Assistir a uma ópera no local é das experiências mais bonitas

Créditos: Divulgação

 É impossível caminhar pelo centro da cidade de Viena e não se deparar com o lindo prédio da Ópera Nacional. Para onde for, vira e mexe, você irá cruzar com esse belo local. É uma construção pomposa e muito rica em detalhes: fontes de água, escadaria de mármore italiano, inúmeras estátuas de bronze, os mais belos lustres de cristal, imensas tapeçarias, etc.

A sala foi inaugurada em 25 de Maio de 1869 com a ópera Don Giovanni de Wolfgang Amadeus Mozart, mas, durante a Segunda Guerra Mundial – 1945 -, o prédio foi fortemente bombardeado pelos Estados Unidos e sofreu severos danos, o auditório e o palco foram totalmente destruídos pelo fogo.

Reabriu em 1955, quase 10 anos após o fatídico ataque. Hoje, totalmente restaurada, a casa de ópera da cidade é palco das mais belas apresentações que encantam os locais e os turistas de todo o mundo. No local, o melhor e imperdível, é poder assistir a um espetáculo de ópera (as mais famosas) passam por lá. Eu, na ocasião de minha visita, tive o privilégio em assistir a famosa ópera L’elisir d’amore.

 5. Albertina  

 

A galeria tem vasto acervo de arte clássica e contemporânea

Foto: A galeria tem vasto acervo de arte clássica e contemporânea
Créditos: Divulgação

A imponente galeria/museu de arte dispõe de um rico acervo de obras renomadas e uma das maiores coleções de artes gráficas do mundo (mais de 50 mil desenhos e 1 milhão de gravuras). Das suas famosas obras-primas, destacam-se peças de Rembrandt, Lorrain, Delacroix, Manet e Cézanne, entre os modernos brilham Klimt, Andy Warhol, Rauschenberg e Baselitz. O local também abriga exposições temporárias de grandes nomes como Miró, Picasso, Manet, Renoir, Monet, etc.

Próximo ao Albertina, você irá encontrar a Escola Espanhola de Equitação – com suas famosas e disputadas apresentações e exibições. Por lá, na mesma área, você também encontrará a sala onde os também famosos Meninos Cantores de Viena se apresentam.

Veja também

Jornalista mexicano é assassinado na fronteira com os EUA, o sexto em 2020
Mundo

Jornalista mexicano é assassinado na fronteira com os EUA, o sexto em 2020

Astrônomos detectam planeta errante do porte da Terra vagando pela Via Láctea
Universo

Astrônomos detectam planeta errante do porte da Terra vagando pela Via Láctea