Torneio Lego de robótica reúne no Recife mais de 400 estudantes neste fim de semana

O tema do torneio deste ano é Into Orbit (em órbita) e as 45 equipes participantes precisarão mostrar capacidade de inovação

RobóticaRobótica - Foto: Brenda Alcântara

Mais de 400 alunos das redes pública e privada de ensino participam nestes sábado (8) e  domingo (9) da etapa regional do Torneio Sesi de Robótica First Lego League. O tema deste ano é Into Orbit (em órbita), e as 45 equipes participantes formadas por estudantes de 9 a 16 anos precisarão mostrar capacidade de inovação, criatividade e raciocínio lógico por meio dos projetos inscritos nas categorias desafio do robô, design do robô, projeto de pesquisa e valores.  O evento da 8h às 17h no Ginásio do Departamento de Educação Física da UFRPE, no bairro de Dois Irmãos, no Recife.

Durante o torneio, os robôs precisam cumprir uma série de missões propostas pela organização do evento. Entre os participantes, estão os estudantes do 9° ano da Escola Municipal Maria de Sampaio Lucena, localizada no bairro do Ibura, no Recife, que apresentarão o robô Geosystem, desenvolvido no segundo semestre deste ano junto com o projeto de tema "Colonizando um outro planeta: uma aventura espacial".

Segundo Wallacy Pereira, 15, que é um dos desenvolvedores do robô, a temática surgiu após uma pesquisa na internet. “Descobrimos que, em 30 anos, a terra estaria vivenciando um caos que comprometeria a viva dos seres vivos. A partir daí, escolhemos o tema e estudamos problemáticas e soluções para o desenvolvimento de plantas em outro planeta”, contou. Ainda de acordo ele, a expectativa, além de passar para a etapa nacional, é adquirir novas experiências e muito aprendizado.

Leia também:
Os robôs no caminho da industrialização
Sesi/PE promove o Torneio de Robótica First Lego League (FLL)  


Antônio Vilarim, professor de robótica e orientador da equipe, disse que o projeto de pesquisa que integra o torneio faz com que os alunos tenham, além de experiências com o robô, novas descobertas sobre a temática. “Com as pesquisas, os estudantes do 9° ano vão apresentar a proposta de construir na terra um laboratório artificial onde cientistas possam pesquisar os tipos de plantas que sobrevivem nas condições semelhantes a Marte e isso é fruto de união e bastante estudo deles”, contou. 

Veja também

Morre de câncer Léo, leão do Parque Estadual de Dois Irmãos
Luto

Morre de câncer Léo, leão do Parque Estadual de Dois Irmãos

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19
Coronavírus

Prefeito do Recife, João Campos, testa positivo para Covid-19