Descarga elétrica

Trabalhador morre após receber descarga elétrica no Tribunal Superior do Trabalho

A equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal tentou ressuscitá-lo por quase uma hora

O TST também disse ter compromisso com a segurança dos trabalhadoresO TST também disse ter compromisso com a segurança dos trabalhadores - Foto: Divulgação/CBMDF

Um funcionário terceirizado do Tribunal Superior do Trabalho (TST) morreu nesta terça-feira, 9, após receber uma descarga elétrica enquanto fazia a manutenção de uma placa solar da sede da Corte, em Brasília.

O trabalhador, de 39 anos, recebeu os primeiros socorros no local, mas sofreu uma parada cardíaca e não resistiu aos ferimentos.

A equipe do Corpo de Bombeiros Militar do Distrito Federal tentou ressuscitá-lo por quase uma hora.

O eletricista estava vestindo todos os equipamentos de proteção individual necessários para o trabalho, segundo o Tribunal. Em nota, a Corte lamentou a morte e afirmou estar prestando apoio à família do trabalhador. O nome do funcionário não foi divulgado.

O TST também disse ter compromisso com a segurança dos trabalhadores e que vai colaborar com as investigações da polícia sobre o caso.

"O Tribunal Superior do Trabalho lamenta profundamente o ocorrido e está prestando todo apoio e solidariedade à família da vítima. Reafirma, também, o seu compromisso com os mais altos padrões de segurança do trabalho e informa que está colaborando com as investigações das autoridades policiais."

Veja também

Serviço Secreto admite que rejeitou pedidos de Trump por mais agentes nos últimos dois anos
EUA

Serviço Secreto admite que rejeitou pedidos de Trump por mais agentes nos últimos dois anos

Quanto tempo seu pet pode ficar sozinho em casa sem se estressar? Especialistas respondem
Folha Pet

Quanto tempo seu pet pode ficar sozinho em casa sem se estressar? Especialistas respondem

Newsletter