Três adolescentes morrem em rebelião na Funase de Timbaúba

Oito jovens ficaram feridos durante a confusão, na madrugada desta terça-feira (25)

Sessão extraordinária da Segunda Câmara do TCESessão extraordinária da Segunda Câmara do TCE - Foto: Divulgação

Três jovens morreram e oito ficaram feridos - um deles em estado grave - em uma rebelião na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase), em Timbaúba, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, na madrugada desta terça-feira (25).Os adolescentes queimaram móveis e colchões, provocando muita destruição na unidade.

Sete adolescentes foram atendidos no Hospital Municipal de Timbaúba. Outro jovem, que teve o corpo queimado, foi levado para o Hospital da Restauração (HR), no Recife.

De acordo com a assessoria do Hospital da Restauração, o estado de saúde do adolescente é grave e ele está entubado na unidade de queimados.

Segundo a Funase, o motivo da rebelião teria sido desavenças entre grupos rivais. Entre os jovens assassinados com golpes de armas artesanais e pedradas, dois de 17 anos e um de 18. Os corpos foram encaminhados para o Instituto de Medicina Legal (IML), no Recife. Entre os feridos, três jovens tiveram queimaduras leves e foram encaminhados para a UPA da cidade.

Segundo o comandante do 2° Batalhão de Polícia Militar, Rômulo Lamenha, ao todo foram oito feridos, mas destes quatro já retornaram à unidade.

Os jovens teriam queimado colchões e destruído móveis e objetos da área de administração da Funase. A situação no local foi normalizada por volta das 2h30 desta terça com a ajuda da Polícia Militar e dos Bombeiros, que controlaram as chamas.

Ainda segundo a Funase, 16 jovens foram acusados pelas três mortes e foram encaminhados para a Delegacia de Timbaúba, que ficará responsável pela investigação, para prestar esclarecimentos. Além disso afirmou, por meio de nota, que está prestando assistência às famílias das vítimas.

Segundo o delegado Rodolfo Cartaxo, os jovens envolvidos nas mortes serão autuados em flagrante e encaminhados para audiência de custódia. Em seguida, os maiores de idade serão encaminhados para presídios e os menores para o Ministério Público.

Outros parentes de internos foram até a unidade da Funase em Timbaúba, na manhã desta terça, para saber notícias dos seus parentes como Maria de Fátima Rodrigues. "Eu não sei notícia nenhuma do meu filho. saí de Vicência para cá e só vou sair daqui com notícias do estado de saúde do meu filho. Liguei para a psicóloga da unidade, mas ela não soube informar. Da outra vez, o advogado disse que tirou meu filho de dentro de uma fogueira, quase que ele morria. Estou muito preocupada", afirma a mãe aflita.

Segundo o comandante do 2° BPM este é o quarto motim em 40 dias e o último, neste final de semana, terminou com a fuga de 14 internos, destes 12 foram reencontrados.

Mortos


A família de um dos jovens mortos esteve no Instituto de Medicina Legal (IML) do Recife para a liberação do corpo do rapaz. De acordo com os pais, o jovem estava na unidade há dois meses e já havia relatado outras agressões. "Ligaram para mim dizendo que meu filho havia falecido", conta o pai. "Não é o primeiro e não vai ser o último adolescente que morre nessas unidades."

Veja também

Biden e Trump cortejam eleitores no Meio Oeste a quatro dias das eleições
EUA

Biden e Trump cortejam eleitores no Meio Oeste a quatro dias das eleições

França anuncia detenção de terceiro indivíduo após ataque com faca em Nice
Atentado

França anuncia detenção de 3ª pessoa após ataque com faca