CAPES

Trinta dos 49 coordenadores da Capes assinam carta com críticas à presidente do órgão

Somado às cinco áreas que já tiveram pedidos de exoneração em protesto, 71% dos coordenadores apresentaram oposição à gestão de Cláudia Queda de Toledo

Capes Capes  - Foto: Divulgação

Coordenadores de 30 áreas de avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), instituição responsável pela qualidade da pós-graduação no Brasil, apresentaram nesta sexta-feira (24) uma carta com críticas à presidente do órgão, Cláudia Queda de Toledo.

Outros cinco coordenadores entregaram os cargos desde meados de dezembro. Com isso, 35 das 49 áreas, ou 71%,  já expressaram publicamente críticas à atual gestão da Capes. O texto foi endereçado ao ministro da Educação, Milton Ribeiro e aos presidentes da Comissão de Educação da Câmara e do Senado, deputada Dorinha Rezende (DEM-TO) e senador Marcelo Castro (MDB-PI), respectivamente.

De acordo com a nova carta, "as ações da presidência, seja na falta de diálogo amplo, necessário e respeitoso, seja na publicação de portarias intempestivas ou desprovidas de recomendações técnicas, que são revogadas pelas suas impertinências, colocam em risco o desenvolvimento sereno e transparente das ações de avaliação".

Eles também criticaram a entrevista da presidente ao jornal o Globo, na qual ela afirma que as demissões coletivas são "insurgência" e "deserção".

"A inabilidade da Presidência que levou ao esgotamento e esgarçamento dasrelaçõesinternas fica evidente no tratamento inadequado dado aos consultores e coordenadores que renunciaram, e que foram qualificados em entrevista aos jornais como “desertores”. Estes pronunciamentos desrespeitosos em nada contribuem para trazê-los de volta e certamente afastam colegas que poderiam se candidatar a recompor essas coordenações neste momento desprovidas de liderança", diz o grupo.

Eles afirmam ainda que não pediram renúncia por entenderem que a permanência do grupo nos cargos pode impedir, ou dificultar, um eventual, e potencialmente maior, desmanche do sistema de avaliação da Capes.

Atualmente, 138 pesquisadores de cinco áreas já pediram exoneração de seus cargos.

Veja também

Explosão em café deixa cinco mortos na capital da Somália
ATENTADO

Explosão em café deixa cinco mortos na capital da Somália

Militantes fazem ato esvaziado contra Lula e Moraes e com exaltação a Trump
MANIFESTAÇÃO

Militantes fazem ato esvaziado contra Lula e Moraes e com exaltação a Trump

Newsletter