Homenagem ao amigo

Músico toca trompete para amigo na UTI, vítima de acidente de trânsito no Recife

As imagens comoveram os internautas nas redes sociais e tomou uma proporção de tristeza pela partida do amigo

Inácio tocou o trompete ao lado do amigo no leito da unidadeInácio tocou o trompete ao lado do amigo no leito da unidade - Foto: Reprodução/Internet

O gerente comercial e músico, José Inácio dos Santos Ferreira, de 27 anos, prestou uma homenagem ao amigo, Filipe Mateus, cabo do Exército que estava internado em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital das Fraturas, no Bairro da Boa Vista, no Recife

Filipe foi vítima de um acidente de trânsito entre sua moto e um ônibus no dia 17 de fevereiro. O cabo  não resistiu aos ferimentos e acabou falecendo na madrugada deste domingo (3). 

Inácio tocou o trompete ao lado do amigo no leito da unidade. O momemnto comoveu os internautas nas redes sociais e tomou uma proporção de tristeza pela partida do amigo. 

De acordo com o músico, a amizade entre Inácio e Filipe iniciou há 14 anos, quando ainda eram adolescentes. Ambos trocaram experiências em uma escolinha de música no qual foi criado um vínculo de amizade. 

"Minha amizade com Filipe faz 14 anos, o sonho dele sempre foi tocar trompete, ele entrou na escolinha de música onde eu tocava", falou Inácio. 

"Ele ainda sem saber tocar, ele ajudava a mãe, que era vendedora de água. Sendo assim, eu e Felipe criamos um vínculo de amizade muito grande, que nos tornamos irmãos um para o outro", acrescentou o músico. 

Uma campanha de solidariedade pela melhoria das condições de saúde do cabo foi realizada por amigos e familiares durante o período em que esteve internado. Filipe deixou a esposa e uma filha de 2 anos. O sepultamento do cabo foi realizado no cemitério de Santo Amaro, às 16h. 

Veja também

De homem ativo a um corpo "em estado caquético": quem era "Tio Paulo", levado para banco
Rio de Janeiro

De homem ativo a um corpo "em estado caquético": quem era "Tio Paulo", levado para banco

Apenas 22% do público-alvo se vacinou contra a gripe
dengue

Apenas 22% do público-alvo se vacinou contra a gripe

Newsletter