Trump anuncia que seu segundo exame para COVID-19 deu negativo

'Eu fiz por curiosidade para ver quão rápido funcionaria. É muito mais fácil. Fiz os dois. O segundo é muito mais agradável', afirmou

Donald TrumpDonald Trump - Foto: Drew Angerer / Getty Images North America / A

O presidente americano, Donald Trump, anunciou nesta quinta-feira (2) que se submeteu a um segundo exame na Casa Branca desde que a pandemia teve início e que o mesmo deu negativo, assim como o primeiro.

"Eu fiz (o exame) esta manhã", disse Trump durante coletiva de imprensa. "Ele diz que o presidente testou negativo para a COVID-19".

Este é o segundo exame que Trump faz para o novo coronavírus. Desta vez, ele usou um novo método rápido que, segundo ele, leva um minuto para ser feito e menos de 15 para dar o resultado.

Leia também:
Vacina contra coronavírus testada nos EUA produz anticorpos em roedores
Compra em massa pelos EUA cancelou compras de equipamentos para o Brasil, diz Mandetta


"Eu fiz por curiosidade para ver quão rápido funcionaria. É muito mais fácil. Fiz os dois. O segundo é muito mais agradável", afirmou.

O primeiro exame, feito em meados de março, usou um método mais invasivo e os resultados só saíram horas depois.

Trump, de 73 anos, havia resistido inicialmente a se submeter ao teste de coronavírus e argumentava que a doença não era mais grave que a gripe comum e não exigiria a paralisação maciça da economia.

Desde então, tem se apresentado como um "presidente de tempos de guerra" e supervisiona o aumento maciço das capacidades de testagem.

O primeiro exame de Trump foi realizado depois de ele ter tido contato com alguns membros da delegação presidencial brasileira durante visita ao seu resort na Flórida e que testaram positivo para o novo coronavírus.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

 

Veja também

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista
RMR

Projeto doa próteses auditivas a pessoas em situação de vulnerabilidade em Paulista

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro
Imunização

Adolescentes entre 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra Covid-19, anuncia ministro