EUA

Trump diz que manterá política migratória em relação ao México

Segundo ele, controle nas fronteiras reduziu tráfico de drogas e de pessoas

Presidente dos Estados Unidos, Donald TrumpPresidente dos Estados Unidos, Donald Trump - Foto: Mandel Ngan/AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, manterá sua política de imigração para o México com restrições de fronteiras e limites de refúgios caso seja reeleito. Foi o que ele disse em entrevista ao jornal mexicano El Universal publicada nesta sexta-feira (30). 

Para o presidente dos Estados Unidos, a questão da imigração, o tráfico de pessoas, a segurança e o comércio continuarão sendo "uma prioridade" nas relações com seu vizinho latino-americano. 

Com o México "temos um grande acordo para trabalharmos juntos e evitar que pessoas de todo o mundo usem seu grande país como colchão para entrar nos Estados Unidos", disse Trump, em entrevista realizada por e-mail. 

“Com o melhor controle de nossas fronteiras, estamos avançando no combate às drogas e ao tráfico de pessoas”, acrescentou o presidente, de 74 anos, segundo tradução do jornal. 

Em janeiro de 2019, os dois países selaram os Protocolos de Proteção ao Migrante, que estipula que os requerentes de asilo devem esperar no México para o processamento de seus pedidos nos Estados Unidos.

Embora a migração irregular da América Central tenha sido um problema por décadas, milhares de imigrantes sem documentos começaram a marchar em caravanas em direção aos Estados Unidos desde o final de 2018, fugindo da violência e da pobreza. 

O fenômeno obrigou o México a apertar seus controles de fronteira, sob a ameaça de sanções comerciais de Washington.

Veja também

Bolsonaro assina medidas que isentam conta de luz para consumidores do Amapá
amapá

Bolsonaro assina medidas que isentam conta de luz para consumidores do Amapá

Câmara ouve Ministério da Saúde sobre testes de Covid-19 com vencimento em dezembro
Coronavírus

Câmara ouve Ministério da Saúde sobre testes de Covid-19 com vencimento em dezembro