EUA

Trump expôs "verdadeira face" dos EUA, diz presidente iraniano

Durante seu discurso, ele os chamou a "resistir" às "exigências ilegítimas do imperialismo"

Acompanhado pelo "irmão" presidente Nicolás Maduro, Raisi encontrou-se com jovens militantes do governante Partido Socialista da Venezuela (PSUV)Acompanhado pelo "irmão" presidente Nicolás Maduro, Raisi encontrou-se com jovens militantes do governante Partido Socialista da Venezuela (PSUV) - Foto: Francisco Batista / Venezuelan Presidency / AFP

O presidente do Irã, Ebrahim Raisi, afirmou nesta terça-feira (13) que Donald Trump expôs a "verdadeira face" do "imperialismo" americano em um discurso no qual insinuou que buscava o colapso da Venezuela para se apropriar de seu petróleo.

"As palavras do ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, revelam a verdadeira face e intenção do imperialismo", declarou Raisi em um evento político em Caracas, onde iniciou um giro pela América Latina no dia anterior.

Trump afirmou em um comício em 10 de junho na Carolina do Norte que o atual governo de Joe Biden é "comunista" e busca retornar ao poder para evitar que os Estados Unidos se tornem "outra Venezuela com esteroides".

"Quando saímos da Venezuela, ela estava prestes a entrar em colapso, teríamos levado tudo, teríamos ficado com todo aquele petróleo, teria estado com a gente", disse Trump diante de seus apoiadores.

Acompanhado pelo "irmão" presidente Nicolás Maduro, Raisi encontrou-se com jovens militantes do governante Partido Socialista da Venezuela (PSUV), reunidos em um teatro agitando bandeiras do Irã.

Durante seu discurso, ele os chamou a "resistir" às "exigências ilegítimas do imperialismo".

"Se alguém quer conhecer o imperialismo, acredito que as últimas frases de Donald Trump foram as mais claras e explícitas que mostram sua verdadeira face, e ele praticamente confessou que o que eles buscam é saquear os recursos dos povos", insistiu.

Maduro, por sua vez, classificou na segunda-feira as declarações de Trump como "um crime contra a humanidade e contra o povo da Venezuela".

Setores da oposição venezuelana também expressaram sua rejeição às declarações de Trump, sob cujo mandato foi aplicado um embargo petrolífero à Venezuela, além de outras sanções draconianas para forçar, sem sucesso, a saída de Maduro.

Após um discurso que durou quase 40 minutos, o presidente iraniano deixou a Venezuela rumo à Nicarágua, segunda parada de seu giro por "países amigos" da América Latina, que será concluída em Cuba.

Veja também

Meninas de 8 e 6 anos morrem de Chikungunya e dengue em Pernambuco
ARBOVIROSES

Meninas de 8 e 6 anos morrem de Chikungunya e dengue em Pernambuco

Formato das unhas pode dizer muito sobre sua saúde; entenda
ciÊncia

Formato das unhas pode dizer muito sobre sua saúde; entenda

Newsletter