Trump retuíta pedido de demissão de principal especialista em coronavírus dos EUA

Apesar de ser membro-chave da força-tarefa contra a Covid-19 nos EUA, Fauci tem sido alvo de críticas por defender medidas de contenção mais rigorosas, contrariando o desejo de Trump

Donald Trump, presidente dos Estados UnidosDonald Trump, presidente dos Estados Unidos - Foto: Win McNamee/Getty Images North America/AFP

O presidente dos EUA, Donald Trump, retuitou nesse domingo (12) uma postagem com a hashtag que pede a demissão de Anthony Fauci, seu principal conselheiro contra o novo coronavírus.

Apesar de ser membro-chave da força-tarefa contra a Covid-19 nos EUA, Fauci tem sido alvo de críticas por defender medidas de contenção mais rigorosas, contrariando o desejo de Trump de reabrir o país mais rapidamente para não prejudicar ainda mais a economia americana.

Na manhã de domingo, Fauci concedeu entrevista à emissora norte-americana CNN, na qual disse que, se as medidas de contenção tivessem sido adotadas mais cedo, vidas poderiam ter sido salvas.

Leia também:
Trump diz que OPEP+ estuda cortar produção de petróleo em 20 milhões de barris por dia
Trump diz que quando reabrir economia é decisão mais importante de sua vida
Com financiamento em risco, ONGs se reorganizam para combater coronavírus


Horas depois, a hashtag #FireFauci (#DemitaFauci) foi compartilhada por apoiadores de Trump. O post retuitado pelo presidente foi feito pela candidata republicana ao Congresso DeAnna Lorraine.

"Fauci agora está dizendo que, se Trump tivesse ouvido os médicos especialistas antes, ele poderia ter salvado mais vidas. Fauci estava dizendo às pessoas em 29 de fevereiro que não havia com o que se preocupar e [que o coronavírus] não representava nenhuma ameaça ao público dos EUA em geral", escreveu Lorraine.

Ao republicar o tuíte, Trump acrescentou um comentário relembrando sua decisão de restringir voos vindos da China para os EUA "muito antes de as pessoas falarem [sobre isso]".

A tensão entre Trump e Fauci é agravada por um cenário em que os casos de coronavírus nos EUA continuam crescendo. Até a manhã desta segunda (13), o país confirmou mais de 558 mil casos da Covid-19, com mais de 22 mil mortes, de acordo com a universidade Johns Hopkins.

Acompanhe a cobertura em tempo real da pandemia de coronavírus

Veja também

Caape ganha sede nova no prédio da OAB-PE
RECIFE

Caape ganha sede nova no prédio da OAB-PE

Explosão em subestação de energia deixa dois feridos em prédio do DNIT e da PRF no Pina
Recife

Explosão em subestação de energia deixa dois feridos em prédio do DNIT e da PRF no Pina