Uchoa a caminho do sexto mandato

PEC de autoria do então deputado Raimundo Pimentel que poderia barrar a reeleição de Uchoa só começou a valer em 2015

Joaquim BarbosaJoaquim Barbosa - Foto: Divulgação

Com apoio do Palácio das Princesas, o deputado Guilherme Uchoa caminha celeremente para eleger-se pela sexta vez consecutiva ao cargo de presidente da Assembleia Legislativa. Ele não tem adversários, pelo menos por enquanto, nem na bancada do governo nem na bancada da oposição. Transita bem nas duas correntes e mesmo os que discordam de sua recondução ao cargo não têm força política para enfrentá-lo. Na bancada governista teriam coragem para peitá-lo os deputados Rodrigo Maia e Romário Dias, ambos do PSD. Mas nem um nem outro revela disposição para a disputa. E na bancada da oposição o deputado Edilson Silva (PSOL), se for mesmo candidato, será apenas para marcar posição. O freio às reeleições indefinidas de Uchoa foi dado há quatro anos por uma emenda à Constituição do Estado de autoria do então deputado Raimundo Pimentel (PSL). Mas a Justiça entendeu que ela só teria validade a partir de 2015.

PEC de autoria do então deputado Raimundo Pimentel que poderia barrar a reeleição de Uchoa só começou a valer em 2015

Direito a voto antes da posse
Como a eleição da futura mesa diretora da Assembleia Legislativa foi antecipada de fevereiro de 2017 para 20 de dezembro deste ano, poderão votar em Guilherme Uchoa (PDT) os prefeitos eleitos de Petrolina (Miguel Coelho), Caruaru (Raquel Lyra), Vitória (Aglailson Júnior), Carpina (Manoel Botafogo), Olinda (Professor Lupércio) e Cabo de Santo Agostinho (Lula Cabral).

Discrição > O vice Raul Henry (PMDB), que está no exercício do Governo do Estado em razão das férias de Paulo Câmara, já é discreto por natureza e está procurando sê-lo ainda mais enquanto durar a sua interinidade. Na sua agenda desta sexta-feira, constam apenas “despachos internos” com assessores.
Poder > Eleita vereadora em Arcoverde pela 8ª vez, Célia Cardoso (PSB) já tem o apoio da prefeita reeleita Madalena Brito (PSB) e de vereadores do governo e da oposição para presidir a Câmara.
Apoio > O vereador Leonardo Chaves (PDT), atual presidente da Câmara de Caruaru, já tem o aval da maioria dos colegas para permanecer à frente da Casa. Ele apoiou Raquel Lyra (PSDB) no 2º turno.
Folga > Os R$ 256 milhões que entraram ontem nos cofres do Governo do Estado por conta da repatriação são importantes para aliviar o caixa, mas ainda não são suficientes para garantir o 13º dos servidores.
Legado > Animado com a calorosa recepção que teve ontem em Pernambuco, o deputado Jair Bolsonaro (PSC) está admitindo a hipótese de se candidatar a presidente da República em 2018. Se levar adiante esse projeto, será o primeiro candidato, de 1989 para cá, a defender o legado do regime militar.
Quarteto > O PTB esteve no palanque dos prefeitos eleitos Anderson Ferreira (Jaboatão), Osvaldo Rabelo Filho (Goiana), Clebel Cordeiro (Salgueiro) e Altair Júnior (Palmares). Mas todos quatro vão votar em Paulo Câmara para o governo estadual em 2018, e não no senador Armando Monteiro (PTB).
Tem título? > Comentou-se anteontem na Alepe, por ocasião da entrega do título de “cidadã de Pernambuco” à sergipana Antonieta Rocha, assessora do governador Paulo Câmara, o ensaio que ela fez em 1998 como candidata a deputado estadual. Questionado sobre a candidatura, o então governador Miguel Arraes disse: “Se ela estiver filiada a algum partido e tiver título de eleitor, não vejo problema em ser candidata. Agora, eleger-se é outra coisa”.

Veja também

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021
carnaval

Rio não terá desfile de blocos de rua no carnaval de 2021

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França, informa Itamaraty
internacional

Brasileira está entre as vítimas de atentado na França