GUERRA NA UCRÂNIA

Ucrânia diz ter "direito" a atacar alvos militares russos

Assessor da Presidência ucraniana afirmou que o país "se defenderá por todos os meios"

Soldado ucranianoSoldado ucraniano - Foto: Ronaldo Schemidt / AFP

A Ucrânia tem o "direito" de atacar objetivos militares russos - afirmou um assessor da Presidência ucraniana, sugerindo que Kiev poderá lançar ataques no território russo.

"A Rússia ataca a Ucrânia e mata civis. A Ucrânia se defenderá por todos os meios, inclusive com ataques contra depósitos e bases dos assassinos russos. O mundo reconhece esse direito", tuitou Mikhailo Podoliak

Leia também

• Compromisso global de justiça para vítimas da guerra na Ucrânia

• Rússia coordena ataques cibernéticos e militares na Ucrânia, diz Microsoft

• UE desafia 'chantagem' da Rússia, que acentua ofensiva no leste da Ucrânia

Nas últimas semanas, a Rússia acusou diversas vezes as forças ucranianas de ataques em território russo, em particular em duas localidades na região fronteiriça de Belgorod e na região de Briansk em meados de abril. As autoridades de Kiev não confirmaram as operações.

No início de abril, o governador da região de Belgorod afirmou que helicópteros ucranianos dispararam contra um depósito de combustível.

Em 25 de abril, um grande depósito de combustível também foi incendiado em Briansk, a 150 km da fronteira com a Ucrânia e que serve de base logística para a ofensiva militar de Moscou neste país, segundo as autoridades russas, que não revelaram o que provocou o incêndio.

Veja também

"Vingança": defensor de direitos humanos é assassinado no México
MUNDO

"Vingança": defensor de direitos humanos é assassinado no México

Desabamento de ponte na China após fortes chuvas mata 11 pessoas
MUNDO

Desabamento de ponte na China após fortes chuvas mata 11 pessoas

Newsletter