CRISE

UE cria site para informar refugiados ucranianos sobre seus direitos

O site permite aos ucranianos a viver na UE e ter acesso a alojamento, serviços de saúde e educação para as crianças em idade escolar. 

Foto: Daniel MIHAILESCU / AFP

A Comissão Europeia anunciou, nesta quarta-feira (9), o lançamento de um site para informar os refugiados em fuga da invasão russa da Ucrânia sobre seus direitos na União Europeia, incluindo o regime de proteção temporária.

O site está disponível em inglês e deve estar em ucraniano a partir desta quinta-feira, disse o porta-voz da Comissão, Eric Mamer, em entrevista coletiva, lembrando que mais de dois milhões de refugiados já fugiram da Ucrânia. 

O regime de proteção temporária que os países da UE decidiram conceder-lhes, de forma inédita, tem um ano de duração, renovável consoante a situação até março de 2025.

O site permite aos ucranianos residir e trabalhar na UE e ter acesso a alojamento, serviços de saúde e educação para as crianças em idade escolar. 

Também abrange cidadãos ucranianos e seus familiares deslocados pelo conflito, assim como as pessoas com "status" de refugiado na Ucrânia. 

Veja também

Emissões mundiais de CO2 vinculadas à energia batem recorde em 2023
MUNDO

Emissões mundiais de CO2 vinculadas à energia batem recorde em 2023

Violência crescente no México: sete corpos são encontrados com sinais de violência no oeste do país
MÉXICO

Violência crescente no México: sete corpos são encontrados com sinais de violência no oeste do país