MEIO AMBIENTE

UE pede para biodiversidade acordo similar ao de Paris sobre Clima

"Se não agirmos urgentemente para proteger nossa natureza, a próxima pandemia estará na próxima esquina", advertiu a presidente da Comissão Europeia

Presidente da Comissão Europeia, Ursula von der LeyenPresidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen - Foto: John Thys/AFP

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, pediu nesta terça-feira (26) um acordo global para proteger a biodiversidade com a mesma escala e ambição que a do pacto assinado em Paris, em 2016, sobre mudança climática.

Em uma mensagem por videoconferência para o Fórum Econômico Mundial em Davos, Von der Leyen afirmou que a UE pressionará por conseguir esse acordo na cúpula de biodiversidade COP-15 da ONU, em Kunming, na China, marcada para o final deste ano.

"Isso terá de ser como foi a da COP-21 para o clima, porque precisamos de um acordo ao estilo de Paris para a biodiversidade", defendeu.

A cúpula de Kunming foi adiada no ano passado, devido à pandemia do novo coronavírus, e os governos do mundo agora se concentram em combater a pandemia e em recuperar suas economias. 

Nesse sentido, Von der Leyen observou que proteger uma ampla gama de espécies e hábitats pode ser a chave para proteger a saúde humana.

"Se não agirmos urgentemente para proteger nossa natureza, a próxima pandemia estará na próxima esquina", advertiu.

Em seu discurso, ela mencionou o caso do último surto de ebola na África, favorecido pelo desmatamento que motivou a migração de morcegos para áreas urbanas. 

Ela também lembrou que "mais da metade do PIB mundial depende da biodiversidade e de serviços de ecossistemas de alto funcionamento, da alimentação ao turismo". 

O Fórum Econômico Mundial é um encontro anual de líderes políticos e empresariais que tradicionalmente acontece na cidade suíça de Davos. Este ano, devido à pandemia, está sendo realizado de forma virtual.

Von der Leyen elogiou a decisão inicial do novo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, de retornar ao Acordo Climático de Paris, o qual havia sido abandonado por seu antecessor Donald Trump.

Veja também

Saúde autoriza recursos para 3,2 mil leitos de UTI
Coronavírus

Saúde autoriza recursos para 3,2 mil leitos de UTI

Joe Biden promete vacinas eficazes para todos os adultos nos EUA antes do final de maio
Vacina

Joe Biden promete vacinas eficazes para todos os adultos nos EUA antes do final de maio