UFPE abre inquérito administrativo contra alunos que teriam agredido professores

Segundo a Universidade, os estudantes teriam discordado do novo calendário 2016.2

A discussão foi realizada na manhã desta terça- feira (13), na Alepe.A discussão foi realizada na manhã desta terça- feira (13), na Alepe. - Foto: Divulgação

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) determinou a abertura de inquérito administrativo para apurar agressões sofridas por dois professores durante sessão do Conselho Coordenador de Ensino, Pesquisa e Extensão (CCEPE), realizada no último dia (23), para ajustar o calendário acadêmico.

Segundo a Universidade, 13 estudantes que participaram das ocupações em prédios da instituição teriam agredido os professores na saída do encontro por terem discordado do novo calendário acadêmico aprovado, que determina o reinício das aulas de 2016.2 para o dia 9 de janeiro.

Conforme a instituição, os jovens teriam bloqueado a porta do auditório da Reitoria, onde ocorria a reunião, para evitar a saída dos conselheiros. “Neste momento, um dos professores tentou sair, sendo fisicamente agredido pelos estudantes, o que gerou grande tumulto. Outro docente interferiu e também sofreu agressão”, informou a nota da UFPE.

Além dos procedimentos administrativos, a Reitoria informou que irá tomar as medidas judiciais cabíveis para evitar novos casos de ocupação de prédios da Universidade. O nome dos envolvidos não foram divulgados pela unidade de ensino.

Veja também

Brasil registra 2.616 óbitos por Covid-19 em 24h e total de mortes já ultrapassa 350 mil
Coronavírus

Brasil registra 2.616 óbitos por Covid-19 em 24h e total de mortes já ultrapassa 350 mil

'Se casal deu qualquer informação falsa pra mim, não fico na causa', diz advogado de Dr. Jairinho
Henry Borel

'Se casal deu qualquer informação falsa pra mim, não fico na causa', diz advogado de Dr. Jairinho