A-A+

Pandemia

UFPE disponibiliza ultrafreezers para armazenar 1 milhão de doses de vacina contra Covid

Ultrafreezers poderão armazenar vacinas a temperaturas de até -80ºCUltrafreezers poderão armazenar vacinas a temperaturas de até -80ºC - Foto: Divulgação/Universidade Federal de Pernambuco

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) anunciou, nesta segunda-feira (11), que ofereceu à União e ao Governo de Pernambuco infraestrutura com oito ultrafreezers e dez câmaras frias para armazenar cerca de um milhão de doses de vacina contra a Covid-19.
 
Segundo a instituição, os ultrafreezers de 728 litros podem atingir temperaturas de até -80ºC e são certificados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Já as câmaras frias podem acondicionar as vacinas entre 2ºC e 8ºC. A rede deve ser disponibilizada pela UFPE até fevereiro.
 
A infraestrutura para armazenamento das doses das vacinas contra a Covid-19 é um dos maiores desafios logísticos das campanhas de vacinação em massa contra a doença em todo o mundo. Isso porque a maioria dos imunizantes em produção demanda baixas ou baixíssimas temperaturas. A vacina produzida pela Pfizer/Biontech, a primeiro a ser distribuída no mundo ocidental, por exemplo, deve ser guardada a -70ºC.

A UFPE encaminhou ofício com a oferta ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello; à superintendente do Ministério da Saúde em Pernambuco, Ana Paula Amorim Batista; ao governador do Estado, Paulo Câmara; e ao secretário estadual de Saúde, André Longo.
 
O documento é assinado pelo reitor da UFPE, Alfredo Gomes, que colocou a instituição à disposição para visitas, agendas, grupos de trabalho e reuniões que sejam necessárias.
 
“No prédio que atualmente sedia o Laboratório de Campanha de Diagnóstico da Covid-19, no campus da UFPE, há salas apropriadas e disponíveis que poderão receber, no total, 22 ultrafreezers, com condições adequadas de biossegurança, bem como climatizadores, estabilizadores e gerador de energia”, informa o reitor Alfredo Gomes, no ofício.
 
Em dezembro, após reunião com Pazuello, Paulo Câmara anunciou que o Recife será um dos polos nacionais de distribuição da vacina. Na ocasião, o governador havia informado que a infraestrutura do Estado está à disposição do Governo Federal para execução do plano nacional de vacinação.
 
Desde o início da pandemia do coronavírus, a UFPE já realizou mais de 64 mil testes diagnósticos do tipo RT-PCR para 128 municípios pernambucanos, o que, ressalta a universidade, reforça o papel da instituição no enfrentamento à pandemia.
 
”Cabe ressaltar a capacidade institucional para o armazenamento de insumos estratégicos para a saúde que demandam temperaturas reduzidas, posto que algumas vacinas requerem atenção especial para seu armazenamento e logística, a exemplo da Pfizer-BioNTech Covid-19, da vacina Sinovac/Instituto Butantan, Moderna e AstraZenca/Oxford”, reforça o reitor no ofício.
 
”Para a UFPE, colocar-se à disposição para armazenamento e/ou aplicação vacinal, o mais breve possível, é estar ao lado da defesa da vida, da preservação da saúde, reduzindo os números de casos, óbitos e a transmissão da doença”, acrescenta Alfredo Gomes.
 
De acordo com a coordenadora do Núcleo de Pesquisa em Inovação Terapêutica Suely Galdino da UFPE (Nupit),  a professora Maira Galdino da Rocha Pitta, está em processo de autorização mais uma sala de vacinação na UFPE, além da existente no Hospital das Clínicas (HC).

 

Veja também

Parte de muro do metrô desaba e atinge menina de 8 anos no Coque
Recife

Parte de muro do metrô desaba e atinge menina de 8 anos no Coque

Renan Calheiros diz que pedirá indiciamento de Pazuello por 'vários crimes'

Renan Calheiros diz que pedirá indiciamento de Pazuello por 'vários crimes'