CAMPANHA

Um ato por menos acidentes

Arte-educadores panfletaram e fizeram abordagem cênica

Arte-educadores panfletaram e fizeram abordagem cênicaArte-educadores panfletaram e fizeram abordagem cênica - Foto: Cortesia

 

Um dia para educar e alertar motoristas sobre acidentes de trânsito. No último domingo (20), arte-educadores realizaram campanha, com panfletagem e abordagem cênica na BR-101 Sul, na altura do Posto da Policia Rodoviária Estadual, no Cabo de Santo Agostinho, em memória de milhares de feridos, mutilados e mortos.

Entre 2014 e 2015, foram quase 90 mil acidentes no Estado que, além de óbitos e dramas pessoais, impactam negativamente na saúde pública. “Os acidentes de trânsito são uma questão prevenível. Só se envolve em acidente se você ou outro estiver fazendo algo errado. Se a gente consegue trabalhar através de educação para que as pessoas se conscientizem para não se envolverem em acidentes, também está economizando verbas do governo que podem ser investidas em outras questões na própria saúde, como no cuidado a doenças que não são evitáveis. Os gastos da saúde com acidentes de trânsito é muito alto”, comenta a coordenadora de Educação para o Trânsito do Detran, Luciana Carvalho.

Apesar do grande volume de vítimas, os números têm caído. Entre 2014 e 2015, a diminuição foi de 8,2%, saindo de 46.632 para 42.807, quando também foi reduzido em 12% o número de mortes em estradas. No caso de motos e ciclomotores, entre 2014 e 2015, foi reduzido o custo hospitalar de R$ 1,2 bilhões para 917 milhões e o número de acidentes envolvendo esses veículos em 5,5%, de 34.794 para 32.881, e em 12% o número de mortes.

Na próxima sexta-feira, começa um novo projeto do Detran, com foco na educação contra a combinação de álcool e direção. Jovens de escolas públicas farão visitas guiadas para conhecer as instalações e a dinâmica dos testes para tirar habilitação, tendo acesso ao simulador de direção e a óculos que reproduzem a sensação de embriaguez.

 

Veja também

Professora da Unicap é acusada de racismo
Racismo

Professora da Unicap é acusada de racismo

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG
animais

Homem é condenado a pagar 15 salários mínimos por maltratar cães em MG